Carobinha-do-campo

29/06/2016 - 10:22 Por:

Categoria(s): Doenças e problemas de saúde, Ervas Medicinais, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

É da família das carobas, porém rasteira e típica dos cerrados, com poder curativo poderoso.
carobinha_do_campoNome científico: Jacaranda Peteroides
Indicações: alergias, má digestão, amigdalite, catarros, cirrose, epilepsia, má circulação, doença de chagas, sífilis, diabetes, tétano, tuberculose, malária e colite.
Não tem contra-indicação nem toxidez.
Poder curativo: 57% (na raiz) e 50% (nas folhas).

Fonte: Livro “Existem doenças incuráveis?”, de Jaime Brüning, 2003, p.103.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

HQI para Jovens ou para KIDS

27/06/2016 - 12:41 Por:

Categoria(s): Cursos, Homeostase Quântica Informacional, Sem categoria

cartaz Curso JOVEM HQI_NOVA DATA

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Impressionista | Adélia Prado

24/06/2016 - 12:32 Por:

Categoria(s): Poesia, Sem categoria

casaalaranjada

Impressionista
(Adélia Prado)

Uma ocasião,
meu pai pintou a casa toda
de alaranjado brilhante.
Por muito tempo moramos numa casa,
como ele mesmo dizia,
constantemente amanhecendo.

(Do livro Bagagem. São Paulo: Siciliano, 1993. p. 36)

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Emagreça com a HQI

22/06/2016 - 9:41 Por:

Categoria(s): Cursos, Doenças e problemas de saúde, Homeostase Quântica Informacional, Qualidade de Vida, Sem categoria, Terapias Complementares

curso-ferias-emagreça HQI_GeroVida

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Livro: Envelhecer com fibromialgia

20/06/2016 - 10:59 Por:

Categoria(s): Arte, Dicas, Doenças e problemas de saúde, Gerontologia, Sem categoria, Sugestão de leituras

Sugestão de Leitura 214

livroenvfibromTítulo: Envelhecer com fibromialgia – a dor como companheira
Autora: Maria Angélica Schlickmann Pereira Hayar
Editora: Portal Edições
Ano: 2016

O livro trata do processo de envelhecimento de mulheres com dor crônica, mais especificamente fibromialgia.

Fruto de tese de doutorado defendida na PUC-SP, a obra traz uma abordagem multidimensional e interdisciplinar, com ênfase nos aspectos psicossociais, culturais, socioeconômicos e sociodemográficos.

A fibromialgia é uma doença com características peculiares, que acomete principalmente as mulheres e provoca como sintoma mais importante uma dor que vai se cronificando com o tempo e permanece. As doenças e os sofrimentos delas decorrentes trazem impactos negativos para a vida cotidiana das pessoas, comprometendo a capacidade de desenvolver atividades rotineiras e também aquelas relacionadas ao trabalho.

Para mais informações, acesse http://www.portaledicoes.com/produto/75638/envelhecer-com-fibromialgia-a-dor-como-companheira

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Oficinas | GeroVida

17/06/2016 - 10:09 Por:

Categoria(s): Cursos, Dicas, Educação, Gerontologia, Homeostase Quântica Informacional, Qualidade de Vida, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

Oficinas

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Anemia no Idoso

15/06/2016 - 9:26 Por:

Categoria(s): Doenças e problemas de saúde, Gerontologia, Sem categoria

anemia3A anemia é uma síndrome clínica causada pela redução na massa circulante de hemácias. Na prática, as medidas mais comumente utilizadas são a concentração de homeglobina (Hb), hematócrito e contagem das hemácias por amostra de sangue.
Os critérios de anemia estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de níveis de hemoglobina < 12g/dl em mulheres e de < 13g/dl em homens.
Essa definição é questionada por alguns especialistas. Pesquisas mostraram que mesmo os idosos com valores de hemoglobina em uma faixa de variação dentro do padrão apresentaram risco mais de desfechos adversos e até mortalidade. Vários estudos constataram que a anemia, mesmo leve, pode ser considerada um fator de risco independente de doenças, além de contribuir para o declínio físico, da função cognitiva, incapacidade, síndrome de fragilidade, bem como complicações de algumas condições clínicas como a doença renal crônica e cardiovascular.
Classificam as causas das anemias de acordo com as categorias: deficiência nutricional (de ferro, vitamina B12, e fosfolato); doença renal; doença crônica; anemia inexplicada (20 a 30% dos idosos).
De origem multifatorial, a prevalência da anemia aumenta com a idade. Contudo, a autora esclarece que “o declínio da hemoglobina e a presença concomitante de anemia no idoso não devem ser considerados como ‘normais do envelhecimento’, e seu achado deve ser prontamente avaliado” e tratado visando à manutenção da saúde, autonomia e independência do idoso.

Referência:
Lívia Terezinha Devens. Anemia. In: FREITAS, E. V. Tratado de Geriatria e Gerontologia, 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, cap.104, pp.1179-1190, 2011.

Por: Roberta dos Santos Tarallo.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Evento Gratuito sobre Homeostase Quântica Informacional

10/06/2016 - 12:00 Por:

Categoria(s): Educação, Homeostase Quântica Informacional

Evento HQI Biritiba

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Prática do judô auxilia idosos

6/06/2016 - 10:53 Por:

Categoria(s): Dicas, Doenças e problemas de saúde, Gerontologia, Qualidade de Vida

Prática do judô auxilia idosos a prevenir fraturas em quedas
Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

judoidosoMuitos idosos sabem dos grandes riscos que sofrer uma queda representa. Poucos, porém, conhecem uma das formas mais eficazes de evitar os problemas que cair provoca entre pessoas com mais de 65 anos. Estudo realizado por pesquisadores da Unicamp constatou que a prática de artes marciais, como judô e aikido, é o melhor remédio para evitar as perigosas quedas, responsáveis pela morte de 3,2 milhões de idosos por ano no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde.
Autor da pesquisa, o professor Eduardo Hebling, da Faculdade de Odontologia de Piracicaba, explica que estes exercícios geram um duplo benefício aos mais velhos. Além de aumentar o tônus muscular, que se perde progressivamente ao longo dos anos, as lutas orientais ensinam técnicas de queda. “Quando aprende a cair, o idoso reduz as consequências do acidente: já não acontecem tantas fraturas na queda”, aponta ele. Não são apenas as artes marciais que trazem ganhos à luta da terceira idade contra as quedas. Qualquer atividade física realizada diariamente produz melhora substancial de saúde e evita os acidentes, que alcançam uma em três pessoas acima dos 65 anos, de acordo com o Into. “Trinta minutos de exercícios por dia melhoram a força muscular, o equilíbrio e previnem a osteoporose. Tudo relacionado às quedas”, afirma o professor.
Fazer atividades físicas também é importante para o estado psicológico. Grupos de prática de exercícios promovem melhora na autoestima e auxiliam na socialização do idoso. Porém, as artes marciais têm sua vantagem sobre os demais esportes. “A tradição oriental, a origem das lutas, valoriza os mais velhos, sua sabedoria. Isso garante ainda mais bem-estar ao idoso”, diz.

Sedentarismo é arriscado
Se realizar exercícios físicos com frequência evita as temidas quedas entre os idosos, o sedentarismo, por outro lado, está associado a uma série de doenças graves. Segundo o professor Eduardo Hebling, não praticar atividades aeróbicas é fator de risco para hipertensão, infarto e diabetes, entre outros males. “O sedentarismo está relacionado em 12% das mortes nos Estados Unidos e esse índice pode ser projetado para o Brasil também”, diz o especialista da Unicamp. O pesquisador também lembra que a obesidade, muitas vezes decorrência da falta de exercícios, agrava efeitos adversos das quedas. “Uma fratura mais severa, por exemplo, pode conduzir a um quadro de incapacidade do idoso”, afirma.

Fonte: Site O Dia (16/10/2014)
* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.
Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Agenda de Eventos

3/06/2016 - 11:17 Por:

Categoria(s): Arte, Curiosidades, Cursos, Dicas, Doenças e problemas de saúde, Educação, Gerontologia, Palestras, Qualidade de Vida, Reflexão, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

agenda-gerovida-junho2016

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Página 1 de 17612345...102030...Ultima página »