Doença de Devic

1/08/2010 - 8:00 Por:

Categoria(s): Educação

A doença de Devic (também conhecida como síndrome de Devic e Neuromielite óptica) é uma doença crônica rara, inflamatória e desmielinizante do sistema nervoso central que parece com a esclerose múltipla. É caracterizada por ataques agudos de neurite óptica (NO), geralmente bilaterais. Ao mesmo tempo, em poucos dias ou mais raro em alguns meses, a NO é seguida por mielopatia transversa severa (MT) – inflamação aguda da medula espinhal. Em cerca de 20% dos casos, a MT precede a NO.
A neurite óptica na doença de Devic é frequentemente retrobulbar (não é visível através do exame com oftalmoscópio – fundo de olho). A recuperação dos ataques da doença de Devic é tipicamente mais pobre do que nas remissões da EM surto-remissão, mas os surtos são geralmente menos frequentes do que na EM típica. Os sintomas da doença de Devic incluem perda marcante da visão (NO), alterações de sensibilidade, fraquesa muscular, espasticidade, incoordenação, ataxia, incontinência urinária, fecal e disfunções autonômicas em partes do tronco e membros supridos por nervos que saem da espinha abaixo da lesão espinhal.
Desde a descrição original da neuromielite óptica em 1894 por Devic, a etiologia é alvo de muitos debates. Neurologistas concordam que a doença de Devic é uma condição completamente diferente da EM ou uma variante desta. Muitos autores consideram a doença de Devic uma variante da encefalomielite aguda disseminada pós-viral, talvez relacionada ao vírus varicela zoster. Outros acreditam que, assim como a EM, a doença de Devic é uma condição autoimune.
Diagnóstico
O espectro clínico de apresentação e a evolução variável colocam frequentemente dúvidas de diagnóstico. A pesquisa do anticorpo sérico específico para a NMO (NMO-IgG) é uma análise recentemente descrita (Mayo Clinic – 2004), que permite certificar o diagnóstico entre as várias patologias neuroimunológicas, como a Esclerose Múltipla (EM).
Uma das diferenças da EM, é que a doença de Devic ataca o quiasma óptico, trato óptico e medula espinhal – geralmente de forma bilateral – enquanto as lesões da EM podem ser em qualquer parte da substância branca do SNC, não obstante com preferência pelo nervo óptico, tronco encefálico, corpo caloso e regiões periventriculares.
Prognóstico
O curso da doença de Devic é altamente variável. Depende muito se há uma tendência para que os surtos ocorram após os sintomas iniciais que conduziram ao diagnóstico. Em geral, os surtos da doença de Devic, tendem a ser mais frequentes e severos do que são na EM. O risco principal é a incapacidade de respirar espontaneamente, causado por danos na porção superior da medula espinhal. Entretanto, alguns pacientes com a doença de Devic podem apresentar períodos longos de tempo com a doença estável. A doença de Devic não foi estudada em populações grandes o bastante para predizer com certeza o prognóstico de um caso individual.
Fontes:
1. Devic’s Disease Mayo Clinic Overview
2. Devic’s Disease. Transverse Myelitis Association
3. Devic’s syndrome. All About Multiple Sclerosis
4. Devic’s Syndrome Information Page: National Institute of Neurological Disorders and Stroke (NINDS)
5. Guimarães J, Wingerchuk D, Sá MJ. Doença de Devic com confirmação serológica. Publicação da Sociedade Portuguesa de Neurologia. Volume 5, Nº2, Novembro de 2005. Medicina da Universidade do Porto, Porto.
6. O’Riordan JI, Gallagher HL, Thompson AJ, Howard RS, Kingsley DP, Thompson EJ, McDonald WI, Miller DH. Clinical, CSF, and MRI findings in Devic’s neuromyelitis optica. J Neurol Neurosurg Psychiatry. 1996 Apr;60(4):382-7.
Fonte: http://esclerosemultipla.wordpress.com/2006/06/14/doenca-de-devic/

Indique esse artigo Indique esse artigo

Veja Também:

193 Comments »

  1. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    março 17, 2016 @ 11:32

    Olá Rita!
    Agradecemos imensamente pelo seu relato que transborda esperança.
    Conforme solicitado, enviamos o contato por e-mail.
    Estamos à disposição.
    Um forte abraço,
    Equipe GeroVida.

  2. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    março 30, 2016 @ 13:46

    Olá Rita!
    A Doença de Devic é autoimune e o prognóstico deverá ser avaliado pelo médico.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  3. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    março 31, 2016 @ 9:52

    Olá Aline!
    Pesquisamos sobre o caso, porém não encontramos referências sobre esse assunto.
    Recomendamos que procure um profissional para avaliação e orientação presencial do caso.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  4. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 1, 2016 @ 13:04

    Olá Ana Carolina!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  5. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 8, 2016 @ 13:26

    Olá Rosilda!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  6. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 12, 2016 @ 10:57

    Olá Sheila!
    Agradecemos imensamente pelo seu relato. Estamos acompanhando.
    Desejamos força.
    Abraços,
    Equipe GeroVida.

  7. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 12, 2016 @ 11:13

    Olá Maicon!
    Não fazemos orientações pelo blog.
    Recomendamos que procure um profissional para avaliação e orientação presencial do caso.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  8. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 15, 2016 @ 10:38

    Olá Suelen!
    Agradecemos imensamente pelo seu comentário inspirador.
    Estamos à disposição.
    Abraços,
    Equipe GeroVida.

  9. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 15, 2016 @ 10:40

    Olá Claudia!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  10. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 19, 2016 @ 12:41

    Olá Ana Lucia!
    Agradecemos pelo seu relato.
    Desejamos força!
    Estamos à disposição.
    Abraços,
    Equipe GeroVida.

  11. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 20, 2016 @ 13:31

    Olá Carolina!
    Agradecemos pelo seu relato.
    Estamos à disposição.
    Um forte abraço,
    Equipe GeroVida.

  12. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 22, 2016 @ 11:35

    Olá Lu Teles!
    Agradecemos pelo seu relato.
    Desejamos força!
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  13. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    abril 26, 2016 @ 11:48

    Olá Maicon!
    Agradecemos por acompanhar o blog.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  14. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 3, 2016 @ 12:08

    Olá Sheila!
    Agradecemos pelo seu relato que sempre contribui muito.
    Desejamos força.
    Estamos à disposição.
    Um forte abraço,
    Equipe GeroVida.

  15. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 3, 2016 @ 12:38

    Olá Rocheli!
    Enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  16. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 5, 2016 @ 11:01

    Olá Maicon!
    Desejamos força!
    Enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  17. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 10, 2016 @ 12:13

    Olá Robert!
    Para orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  18. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 11, 2016 @ 11:09

    Olá Luis Claudio!
    Enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  19. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 11, 2016 @ 11:17

    Olá Sheila!
    Agradecemos pelo seu relato que sempre inspira força.
    Estamos à disposição.
    Um forte abraço,
    Equipe GeroVida.

  20. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 11, 2016 @ 11:35

    Olá Eva!
    Agradecemos pelo seu comentário.
    Deixaremos o seu contato disponível.
    Estamos à disposição.
    Um forte abraço,
    Equipe GeroVida.

  21. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 16, 2016 @ 11:23

    Olá Adriana!
    Agradecemos pelo seu relato.
    Desejamos força!
    Estamos à disposição.
    Um forte abraço,
    Equipe GeroVida.

  22. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 17, 2016 @ 9:18

    Olá Ana Cláudia!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Contatos: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  23. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 20, 2016 @ 13:22

    Olá Dayane!
    Enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  24. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    maio 24, 2016 @ 12:12

    Olá Rosiane!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Desejamos força.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  25. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 1, 2016 @ 12:49

    Olá Rosângela!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Desejamos força!
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  26. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 2, 2016 @ 11:39

    Olá Sheila!
    Agradecemos pelo seu relato e apoio.
    Desejamos força.
    Estamos à disposição.
    Abraços,
    Equipe GeroVida.

  27. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 3, 2016 @ 13:03

    Olá Tatiana!
    Enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  28. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 6, 2016 @ 13:03

    Olá Josy!
    Agradecemos pelo seu relato e por acompanhar o blog.
    Desejamos força!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.

  29. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 7, 2016 @ 11:37

    Olá Thuani!
    Não fazemos atendimentos pelo blog.
    Recomendamos que procure um profissional para avaliação e orientação presencial do caso.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  30. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 13, 2016 @ 12:48

    Olá Expedito!
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  31. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 21, 2016 @ 10:39

    Olá Nan Gomes!
    Agradecemos pelo seu comentário.
    Ficamos felizes em contribuir.
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição.
    Desejamos força!
    Equipe GeroVida.

  32. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 23, 2016 @ 8:52

    Olá Jacqueline!
    Enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  33. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 24, 2016 @ 13:14

    Olá Kátia!
    Enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  34. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 29, 2016 @ 13:13

    Olá Kate!
    Não fazemos atendimentos pelo blog.
    O ideal seria procurar um profissional para receber as orientações pessoalmente.
    Caso tenha interesse podemos agendar uma sessão pelo skype ou presencial no Espaço GeroVida.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  35. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 29, 2016 @ 13:21

    Olá Sheila!
    Agradecemos pelo seu comentário que sempre inspira força aos demais.
    Estamos à disposição,
    Equipe GeroVida.

  36. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    junho 29, 2016 @ 13:49

    Olá Geraldino!
    Agradecemos pelo seu comentário.
    Ficamos felizes com a sua contribuição.
    Abraços,
    Equipe GeroVida.

  37. JULIANA dá seu palpite,

    agosto 26, 2016 @ 16:12

    Boa tarde.

    Minha sobrinha de 11 anos foi diagnosticada com a doença de Devic, ela esta sem enxergar com o olho esquerdo e muito mal com o direto. A firmeza das pernas voltou. Agora ela vai começar um tratamento onde vai filtrar o sangue na maquina de hemodialise para tentar recuperar a visão. Ela esta internada na Santa Casa de Belo horizonte. e em todo o tempo ela diz que o Senhor sabe o que é melhor pra ela.

    Gostaria de iformações sobre a doença: prognostico, frequencia de surto, prazo de via… Tudo. Quero poder ajudar de alguma forma.

    Aguardo contato, obrigada.

  38. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    agosto 30, 2016 @ 11:03

    Olá Juliana!
    Agradecemos pelo contato.
    Informamos que não fazemos atendimento pelo blog.
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição.
    Equipe GeroVida.

  39. Mariana dá seu palpite,

    setembro 1, 2016 @ 18:00

    Olá!
    Sou portadora da síndrome de Devic. Descobri a doença há 4 anos, após um surto de neurite. E, a partir de então, tomo azatioprina e coiticoide diariamente, com algumas variaçãoes periódicas, conforme o quadro da doença, Tenho acompanhamento de excelentes médicos e estou bem. Mas, como estou planejando engravidar, gostaria de saber se vocês teriam artigos sobre o tema, para que eu me informe sobre o uso ou não dos medicamentos no periodo gestacional e amentação.

    Obrigada!

  40. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    setembro 2, 2016 @ 12:03

    Olá Mariana!
    Agradecemos pelo seu contato.
    Para avaliação e orientação, enviamos o contato de uma médica especialista em Neurologia e Doença de Devic, Dra. Doralina, que está com atendimento clínico e ambulatório de pesquisa no Depto. de Neurologia da Faculdade de Medicina de Botucatu. Telefones: (14) 3880.1235 – (16) 8158.8255 Email: doradoralina@uol.com.br
    Acreditamos que ela possa te auxiliar.
    Estamos à disposição.
    Equipe GeroVida.

  41. gilmara sales dá seu palpite,

    julho 11, 2017 @ 19:59

    Oi boa noite ..
    Me chamo Gilmara, vou falar um pouco sobre minha mãe.
    Ela se chama nonata,e há 8 anos ela descobriu a doença de Devic, de lá pra cá, já foi muito sofrimento e muitos internamentos,no final do ano de 2009 ela começou com uma dor nos olhos e muito forte,e com 3 dias ela cegou totalmente, não via nem claridade foi internada fez um punção lombar e deu uma inflamação na médula espinhal, e foi solicitado o exame anti-aquaporina 4 que deu positivo para devic.
    foi solicitado pulsoterapia com ciclofosfamida e metilprednisolona, que foi um sucesso, ela voltou a enxergar do olho direito e a visão do olho esquerdo foi perdida totalmente.
    em 2014 ela teve um novo surto dessa vez perdendo a força dos membros superiores e inferiores, foi solicitado mais uma sessão de pulsoterapia com metil e plasmaférise e também foi descoberto o lúpus que foi adquirido segundo os médicos através da doença de devic, mesmo com essa triste noticia da descoberta de uma nova doença autoimune ela voltou 100% a vida normal, tomando azatioprina e prednisona.
    No final de 2015 ela teve um novo surto dessa vez muito severo comprometendo os pulmões os membros superiores e inferiores com perda total da bexiga e do coco.
    Hoje ela se encontra frágil na cadeira de rodas e usando um aparelho chamado bipab para dormir e hoje o tratamento que ela está usando é o rituxmab que vem dando melhoras significativas boa noite a todos qualquer dúvida e-mail gilmarasalessilva123@gmail.com

  42. Wanda Patrocinio dá seu palpite,

    julho 17, 2017 @ 15:38

    Olá Gilmara! Agradecemos por compartilhar a história sobre sua mãe em nosso blog.

  43. Lara Magalhães Avelino dá seu palpite,

    agosto 26, 2017 @ 9:09

    Bom dia
    Sou professora de educação física e juntamente com um fisioterapeuta trabalhamos no programa de Equoterapia, a três dias veio seu Genival que tem a doenças de Devic, para fazer o nosso tratamento
    Antes disso deixo lhe explicar o que fazemos
    Utilizamos o cavalo como forma de estímulo neuromotor através da andadura do cavalo, pois bem é como se vc tivesses fazendo musculação, só com uma intensidade baixa, onde ao buscar o equilíbrio em cima do cavalo, você aciona, pernas, abdonem, etc
    Então o meu contato é para ver se você puder, me passar contatos de médicos que possam nós auxiliar, em relação a permissão de utilizar esse método no senhor Genival
    Outra pergunta tem alguém aqui que foi liberado para fazer alguma atividade física?
    Obrigada pela atenção
    Lara Magalhães Avelino

RSS Feed for comments on this post · TrackBack URI

Por favor, Deixe um comentário aqui !