Atividade física: A reciclagem do corpo humano

24/04/2014 - 9:09 Por:

Categoria(s): Qualidade de Vida

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

 Parte 2

renovadoUm remédio que imita a atividade física

Gra√ßas ao trabalho americano, no futuro talvez a gente encontre p√≠lulas que incitem a autofagia como uma corrida, o que ajudaria no combate a v√°rias doen√ßas. Por√©m, isso demorar√° para acontecer ‚ÄĒ se acontecer. Por isso, o esporte ainda √© o melhor medicamento.

A inanição serve como um exercício?

J√° existem evid√™ncias cient√≠ficas s√≥lidas de que ficar um bom tempo sem comer tamb√©m ativa a autofagia. “S√≥ que, nesse contexto, o processo √© deflagrado com o intuito de consumir o interior das c√©lulas para garantir um pouco mais de energia”, relata o educador f√≠sico Rafael Lambertucci. Ou seja, um est√īmago vazio por um per√≠odo prolongado n√£o preserva cada uma das partes que nos comp√Ķem, mas, sim, as queima aos poucos s√≥ para garantir a sobreviv√™ncia do indiv√≠duo.

O reaproveitamento do lixo

 Veja como a autofagia atua dentro da célula:

Ac√ļmulo de dejetos: Com o passar do tempo, certas mol√©culas de prote√≠na que participam de in√ļmeras tarefas das c√©lulas ou que formam sua maquinaria e seu DNA come√ßam a apresentar defeitos. √Č um enorme amontoado de res√≠duos t√≥xicos que, sem tratamento, gera um caos nada saud√°vel, capaz de repercutir na integridade celular e no tecido da qual ela faz parte.

Ameaças ensacadas: Ainda não se sabe exatamente como, mas o exercício auxilia o organismo a criar em maior quantidade autofagossomos mais eficientes e rápidos. Trata-se de membranas que englobam as sobras maléficas, impedindo que elas continuem a causar estragos.

Centro de compostagem: Os sacos de lixo ‚ÄĒ ou melhor, os autofagossomos ‚ÄĒ desembocam em lisossomos, que aproveitam o material antes perigoso para construir prote√≠nas novas. As principais fun√ß√Ķes delas voc√™ conhece abaixo:

¬†1. Mitoc√īndrias: Juntas, as mol√©culas recicladas podem formar a organela com o nome acima. E √© ela que, ao se valer de glicose e oxig√™nio, fabrica energia para as atividades do organismo, de uma contra√ß√£o muscular at√© o armazenamento de mem√≥rias.

 2. Energia extra: Se a célula necessitar de um gás a mais urgentemente, aquelas proteínas são quebradas em componentes menores, parecidos com carboidratos e gorduras. Ou seja, com potencial para se tornarem substratos energéticos.

 3. DNA: Nosso código genético é formado por uma grande sequência de aminoácidos. Quando um deles falha, outro pode ser obtido por meio daquelas partículas reaproveitadas, deixando nossos genes intactos.

Corpo renovado

A conversão do lixo celular em material aproveitável traz ganhos dos pés à cabeça:

Cora√ß√£o: Al√©m de oferecer g√°s extra para aqueles momentos mais desgastantes, a autofagia mant√©m as c√©lulas do peito com sa√ļde para dar e vender, o que aplaca o risco de complica√ß√Ķes.

P√Ęncreas: As c√©lulas beta desse √≥rg√£o produzem insulina, horm√īnio que controla a glicemia. Elas desempenham melhor seu papel quando n√£o h√° res√≠duos t√≥xicos por ali e toda a maquinaria est√° em ordem.

C√Ęncer: Os substratos reciclados substituem peda√ßos falhos do DNA que poderiam transformar uma c√©lula sadia em uma potencialmente cancerosa.

M√ļsculos: Suas fibras conquistam resist√™ncia por conseguirem aproveitar com efic√°cia a glicose. Assim, as caminhadas ficam mais longas – ou at√© viram corridas com o passar do tempo.

Metabolismo: Em tese, ele se tornaria acelerado quando somos ativos porque, entre outras coisas, células imaculadas simplesmente trabalham em dobro e, dessa forma, gastam mais calorias.

Fonte: Revista Sa√ļde

 * Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

 

Indique esse artigo Indique esse artigo

Tags: , , , ,

Veja Também:

Por favor, Deixe um comentário aqui !