Arquivo de Educação

Programa Multidisciplinar: Envelhecimento Saud√°vel para idosos moradores em comunidades

13/05/2010 - 19:40 Por:

Categoria(s): Educação, Gerontologia

Aprovado pelo Comit√™ de √Čtica em Pesquisa da Universidade Estadual de Campinas, sob o parecer CEP n¬ļ 449/2009

Proponente e Executora: Wanda Patrocinio

Objetivos:
РImplementar um programa multidisciplinar de educação para um envelhecimento saudável em duas comunidades na cidade de Campinas, com base na educação dialógica e popular;
РPossibilitar o uso dos conhecimentos adquiridos, habilidades e potenciais das comunidades de forma sustentável e resiliente, auxiliando na melhora da qualidade de vida dos idosos, beneficiando diretamente aproximadamente 30 pessoas e indiretamente uma média de 150 pessoas.

Eventos: Encontros semanais de 2 horas e trinta minutos para discussão de temas de interesse dos participantes e vivências práticas de autocuidado.
Mem√≥ria, dist√ļrbios do sono, atividade f√≠sica, alimenta√ß√£o saud√°vel, sa√ļde bucal, emo√ß√Ķes e sentimentos na velhice, uso de medicamentos, instru√ß√Ķes sobre sa√ļde, imagem positiva do envelhecimento, viol√™ncia e maus tratos a idosos e atividades terap√™uticas (lian gong, consci√™ncia corporal, massagem, argila terap√™utica).

Local e período de realização: O trabalho foi realizado em duas comunidades, no salão socialo da Paróquia São João Batista, vinculada à comunidade Orosimbo Maia; e em uma sala de aula da Igreja Cristo Redentor, vinculada à comunidade Parque da Figueira, município de Campinas, SP, no período de agosto a dezembro de 2009.

Localidades abrangidas: Campinas, região Sul, bairros Orosimbo Maia, Jd. Carlos Lourenço, Jd. Itaiu, Jd Nova York, Parque da Figueira e Nova Europa.


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Se liga nessa: corpo emo√ß√£o, comportamento e sa√ļde

21/04/2010 - 8:00 Por:

Categoria(s): Educação, Sugestão de leituras

Sugest√£o de leitura 117

livrocorposaude

“Se liga nessa: corpo emo√ß√£o, comportamento e sa√ļde”, de Ronaldo Tapaj√≥s e Sala Produ√ß√Ķes. Editora Senac
Narrativas ficcionais que levam o leitor a se identificar com os personagens e refletir sobre suas a√ß√Ķes e seus comportamentos. Escrito em linguagem direta e bem descontra√≠da, com muitas ilustra√ß√Ķes coloridas, o livro trata de autoestima, apresenta√ß√£o pessoal, comportamento, comunica√ß√£o, sexualidade, drogas, sa√ļde, sonho e realidade.


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

O paradigma da lagartixa

14/04/2010 - 13:19 Por:

Categoria(s): Educação, Reflexão

 

lagartixa

Este arquivo fala sobre cr√≠tica e o quanto ela √© destrutiva em nossas vidas… aprendermos a olhar o lado belo das situa√ß√Ķes…

O PARADIGMA DA LAGARTIXA


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Sa√ļde dos dentes

13/04/2010 - 12:41 Por:

Categoria(s): Educação

dentesEle est√° ligado, por meio de sangue e nervos, ao cora√ß√£o e ao c√©rebro de uma pessoa. A sa√ļde dos dentes e da gengiva est√° relacionada com a sa√ļde do corpo inteiro. Por causa disso, a separa√ß√£o que geralmente se faz entre odontologia e medicina n√£o √© razo√°vel, nem saud√°vel. Os cuidados com dentes e gengiva ‚ÄĒ tanto preventivos quanto curativos ‚ÄĒ deveriam fazer parte dos conhecimentos de todo agente de sa√ļde. As doen√ßas bucais est√£o aumentando na maioria dos pa√≠ses porque as pessoas est√£o comendo poucos alimentos naturais e muita comida industrializada.
http://www.taps.org.br/Paginas/Sdentes.html
Existe alguma ligação entre gengivite e problemas cardíacos?
Em geral, os dados indicam que a gengivite cr√īnica pode contribuir para o desenvolvimento de problemas card√≠acos. Como isso acontece? A gengivite √© uma infec√ß√£o bacteriana que pode ter efeitos √† dist√Ęncia da sua boca. Com rela√ß√£o a problemas card√≠acos, h√° uma teoria que diz que a gengivite permite √†s bact√©rias entrarem na corrente sangu√≠nea e aderir aos dep√≥sitos de gordura existentes nos vasos do cora√ß√£o. Isto pode causar co√°gulos e provocar um problema card√≠aco. O relat√≥rio do Minist√©rio da Sa√ļde dos Estados Unidos sobre sa√ļde bucal afirma que a sa√ļde bucal √© parte integrante da sa√ļde geral. Por isso, escove os dentes, use fio dental e v√° ao dentista regularmente.
Com rela√ß√£o √† sa√ļde bucal, existem recomenda√ß√Ķes especiais para quem tem problemas card√≠acos?
Para uma perfeita sa√ļde bucal, voc√™ deve:
‚ÄĘ Manter sua boca saud√°vel. Isto √©, escovar os dentes, usar fio dental diariamente e consultar o dentista regularmente;
‚ÄĘ Informe seu dentista a respeito de seu problema de sa√ļde geral;
‚ÄĘ Siga com cuidado as instru√ß√Ķes do dentista e de seu m√©dico e use os medicamentos – como antibi√≥ticos, por exemplo – de acordo com as indica√ß√Ķes.
Os procedimentos dentários oferecem algum risco a quem tem problemas do coração?
Se voc√™ tiver certos problemas card√≠acos, existe a possibilidade de voc√™ desenvolver uma endocardite bacteriana, uma infec√ß√£o do revestimento interno do cora√ß√£o ou das v√°lvulas. Um sangramento na boca pode permitir que certas bact√©rias bucais entrem no sistema sangu√≠neo e atinjam as v√°lvulas ou tecidos que foram enfraquecidos por um problema card√≠aco pr√© existente. Nesses casos, a infec√ß√£o pode danificar ou mesmo destruir as v√°lvulas e os tecidos do cora√ß√£o. H√° precau√ß√Ķes que voc√™ deve tomar se estiver enquadrado em algum dos itens abaixo:
‚ÄĘ V√°lvulas artificiais;
‚ÄĘ Hist√≥rico de endocardite;
‚ÄĘ Defeitos card√≠acos cong√™nitos;
‚ÄĘ V√°lvulas card√≠acas danificadas por problemas como, por exemplo, febre reum√°tica;
‚ÄĘ Prolapso da v√°lvula mitral com sopro;
‚ÄĘ Miocardiopatia hipertr√≥fica.
N√£o deixe de conversar com seu dentista sobre qualquer problema card√≠aco que estiver sentindo e os medicamentos que est√° tomando. Ele anotar√° essas informa√ß√Ķes em seu prontu√°rio e tomar√° decis√Ķes sobre o seu tratamento dent√°rio em conjunto com o seu m√©dico.
http://www.terra.com.br/saudebucal/colgate/problemas_gengivite.html
Enviado por Simplesmente Tetê em 04/06/2010


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Aprendizagem baseada em problemas

12/04/2010 - 14:22 Por:

Categoria(s): Educação, Sugestão de leituras

Sugest√£o de leitura 113

livroaprendizagemprob

“Aprendizagem baseada em problemas”, de Ulisses F. Ara√ļjo e Genoveva Sastre. Editora Summus, 2009.
Neste livro, escrito por profissionais que participam da implementação da ABP em vários países, são relatadas experiências de organização curricular e acadêmicas em diversas universidades do Brasil e do exterior. A obra fornece uma base conceitual e prática para os professores universitários interessados em construir uma educação universitária mais significativa para os estudantes.


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Chinesa de 102 anos se torna a aluna mais velha do mundo

12/04/2010 - 12:57 Por:

Categoria(s): Educação, Gerontologia

Do G1, em S√£o Paulo
MaXiuxianNa foto, Ma Xiuxian, 102 anos, com seus colegas durante aula. (Foto: Reprodução/China Daily)
Alunos com menos dez anos de idade ganharam uma colega de 102 anos em uma escola prim√°ria em Jinan, na prov√≠ncia de Shandong (China). A chinesa Ma Xiuxian se tornou a aluna de uma escola prim√°ria mais velha do mundo, segundo o jornal ‚ÄúChina Daily‚ÄĚ.
Ela contou que sempre teve vontade de estudar, apesar de sua idade avan√ßada. “Eu me sinto muito feliz de finalmente realizar o meu sonho de ir √† escola”, disse Ma, que foi apoiada por seu filho mais novo, Fengxin Yi, de 58 anos.
Ela não conseguiu estudar quando jovem, porque começou a trabalhar em uma fábrica muito cedo, aos 13 anos. Ma se casou aos 18 anos e teve nove filhos, e sete deles concluíram a universidade, de acordo com o periódico chinês.
06/04/10
http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1559476-6091,00-CHINESA+DE+ANOS+SE+TORNA+A+ALUNA+MAIS+VELHA+DO+MUNDO.html


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Neuroplasticidade

10/04/2010 - 9:56 Por:

Categoria(s): Educação

neuroplasticidade

Este arquivo mostra a import√Ęncia de mantermos a mente ativa, sempre estimulando novos aprendizados:

3-neuroplasticidade


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Autoliderança uma joranda espiritual

8/04/2010 - 13:16 Por:

Categoria(s): Educação, Sugestão de leituras

Sugest√£o de leitura 110

autoliderança

“Autolideran√ßa uma joranda espiritual”, de Robson Goudard Santar√©m. Editora SENAC RJ, 2007.
Ao desenvolver a autoconsci√™ncia e o autodom√≠nio e centrar-se nos valores essenciais – qualidades humanas como intui√ß√£o, compaix√£o, ternura, justi√ßa -, o l√≠der consegue influenciar seus seguidores. Parte-se, portanto, do pressuposto de que tornar-se plenamente humano √© uma condi√ß√£o indispens√°vel para ser um verdadeiro l√≠der. De forma instigante, o autor nos convida a refletir sobre este que, em sua opini√£o, √© um dos problemas cr√≠ticos da humanidade e que acaba afetando o dia-a-dia nas organiza√ß√Ķes; a perda da nossa identidade e da nossa raz√£o essencial de ser. O velho paradigma mecanicista, que negligenciou as dimens√Ķes emocional e espiritual, desencadeou uma crise sem precedentes que pode arruinar de vez com a vida. √Č preciso restaurar a unidade do ser humano. Por esse motivo, Robson Santar√©m vai buscar no exemplo de Francisco de Assis e na psicologia junguiana os pontos em comum que podem servir de par√Ęmetros para resgatar os valores essencialmente humanos e se tornar um l√≠der (auto) consciente nos dias de hoje.


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Consumo de manteiga n√£o faz mal para a sa√ļde

22/03/2010 - 17:47 Por:

Categoria(s): Educação

Por Patrícia Azevedo (Agência Anhanguera de Notícias)
margarinaxmanteigaO consumo de manteiga ou margarina sempre foi apontado como um dos vil√Ķes da sa√ļde e da boa alimenta√ß√£o, mas uma pesquisa desenvolvida no Instituto do Cora√ß√£o (InCor) da Universidade de S√£o Paulo (USP) revela que o consumo moderado do produto n√£o aumenta o risco de pacientes com s√≠ndrome metab√≥lica desenvolver doen√ßas cardiovasculares. A s√≠ndrome metab√≥lica √© uma doen√ßa que aumenta em cinco vezes a chance de sofrer derrames e ataques card√≠acos e atinge 30% dos brasileiros. Pacientes com s√≠ndrome metab√≥lica podem ter press√£o alta, obesidade, n√≠veis baixos de HDL , o bom colesterol, e altos n√≠veis de glicose e gordura no sangue. ‚ÄúComo nutricionista sempre tive essa d√ļvida sobre se podia ou n√£o consumir manteiga ou margarina e qual deles era o melhor para a sa√ļde‚ÄĚ, conta a nutricionista Ana Carolina Gagliardi. Para tirar a d√ļvida, ela pediu que os volunt√°rios consumissem manteiga, margarina com gordura trans e margarina com fitoesterol, subst√Ęncia que reduz a quantidade de colesterol ruim do sangue, o LDL. Os 66 volunt√°rios deixaram de consumir as manteigas ou margarinas que estavam acostumados e foram divididos em quatro grupos. Um dos grupos passou a consumir 15 gramas (g) de manteiga por dia; o segundo grupo consumiu 18g de margarina com gorduras trans; o terceiro, 36g de margarina sem gorduras trans e o quarto, 30g de margarina com fitoesterol. Cada uma dessas quantidades tem 12g de gordura. ‚ÄúVerificamos que se a pessoa consumir essa quantidade, n√£o ter√° um aumento do risco de doen√ßas cardiovasculares‚ÄĚ, comenta.
Sangue
O estudo √© o primeiro no Pa√≠s a avaliar se o consumo da manteiga ou margarina aumentam o risco de doen√ßas cardiovasculares. Durante a pesquisa, nenhum dos volunt√°rios mudou a dieta e depois de 35 dias, a quantidade de prote√≠nas que indica o risco de infarto permaneceu igual no sangue deles. O colesterol ruim tamb√©m n√£o aumentou no sangue. ‚ÄúMas quem consumiu margarina com fitoesterol reduziu um pouco os n√≠veis de colesterol ruim do sangue‚ÄĚ, conta. O peso tamb√©m n√£o sofreu altera√ß√Ķes. A pesquisadora comenta que tanto a manteiga quanto a margarina t√™m gorduras que fazem bem √† sa√ļde, a gordura monoinsaturada e a polinsaturada. Apesar de n√£o ter testado volunt√°rios saud√°veis, a nutricionista diz que √© poss√≠vel deduzir que o consumo moderado destas gorduras n√£o traga danos √† sua sa√ļde. ‚ÄúS√£o necess√°rios mais estudos para afirmar isso‚ÄĚ, diz.
Fitoesterol
Tido como um poderoso aliado para a redu√ß√£o do colesterol ruim, o fitoesterol √© um tipo de gordura com estrutura semelhante ao colesterol. O fitoesterol √© encontrado em muitas plantas, mas em baixas concentra√ß√Ķes. Quem quiser incorpor√°-lo √† dieta tem que abusar de verduras e legumes e incluir na dieta o consumo de produtos enriquecidos com a subst√Ęncia. ‚ÄúPara ter uma redu√ß√£o de 10% no LDL √© preciso consumir o produto enriquecido‚ÄĚ, comenta a nutricionista.
26/02/2010 (http://cosmo.uol.com.br/noticia/47740/2010-02-26/consumo-de-manteiga-nao-faz-mal-para-a-saude.html)


Veja Também:

Comments (6)     Indique esse artigo Indique esse artigo

Cochilos “limpam” o c√©rebro e melhoram aprendizado

22/03/2010 - 17:35 Por:

Categoria(s): Educação

cochiloSe o seu c√©rebro fosse uma conta de e-mail, o sono – e, mais especificamente, cochilos – seriam o equivalente a limpar a caixa de entrada. √Č essa a conclus√£o de um novo estudo que pode explicar por que as pessoas dedicam tanto do tempo que passam dormindo a um estado pr√©-sonho conhecido como est√°gio 2, de sono sem movimento r√°pido dos olhos (REM). H√° anos os estudos sobre o sono ofereciam indica√ß√Ķes de que uma soneca poderia melhorar a capacidade humana de armazenar e consolidar mem√≥rias, o que refor√ßa a ideia de que uma boa noite de sono – e cochilos ocasionais – ajuda bem mais a aprender do que virar a madrugada estudando. Agora, os cientistas podem ter descoberto, ainda que apenas parcialmente, como isso acontece. Durante o sono, informa√ß√Ķes que ficam abrigadas no setor de armazenagem curta do hipocampo – a parte do c√©rebro respons√°vel pela mem√≥ria – migram para o banco de dados de prazo mais longo localizado no c√≥rtex. Essa a√ß√£o n√£o s√≥ ajuda o c√©rebro a processar novas informa√ß√Ķes como libera espa√ßo para que o c√©rebro absorva novas experi√™ncias. Isso significa que “n√£o √© s√≥ importante dormir depois de aprender; √© crucial dormir antes de aprender”, diz Matthew Walker, da Universidade da Calif√≥rnia em Berkeley, o diretor cient√≠fico do estudo, em entrevista coletiva. “O sono prepara o c√©rebro, posicionando-o como uma esponja seca e pronta a absorver novas informa√ß√Ķes”, disse.
Sonecas curtas
Em seu mais recente trabalho, apresentado hoje em uma reuni√£o da Sociedade Americana para o Progresso da Ci√™ncia, em San Diego, Walker e seus colegas pediram a 39 jovens adultos que executassem diversas tarefas relacionadas ao aprendizado factual. Um grupo foi convidado em seguida a tirar uma soneca de 90 minutos, enquanto o outro permanecia desperto. Depois, os dois grupos realizaram nova rodada de tarefas. Os participantes que n√£o haviam cochilado se sa√≠ram muito pior do que o grupo do cochilo, constataram os pesquisadores. Uma medi√ß√£o da atividade el√©trica cerebral dos participantes que haviam cochilado revelou que sua mem√≥ria ¬Ņcache¬Ņ se havia esvaziado durante o sono de est√°gio dois. Ainda que o est√°gio do sonho, ou sono REM, talvez seja mais conhecido, os seres humanos passam cerca de metade de cada noite em sono de est√°gio 2, no qual n√£o ocorre REM. O sono com REM √© crucial para o racioc√≠nio mais complexo, por exemplo buscar conex√Ķes n√£o √≥bvias entre fatos previamente aprendidos – um processo que Walker descreve como “uma busca no Google feita da maneira certa – ou errada”. “Quando voc√™ tem um problema, ningu√©m diz ‘fique acordado que amanh√£ isso passa'”, brincou o pesquisador. Em lugar disso, o sono, ou mais especificamente o sono com REM, √© uma maneira de o c√©rebro receber informa√ß√Ķes que inicialmente podem n√£o parecer relacionadas √† sua ¬Ņbusca¬Ņ mental, e assim permitir o desenvolvimento de solu√ß√Ķes criativas. De fato, ele afirmou, os nossos sonhos podem ser uma esp√©cie de campo de provas para a solu√ß√£o inconsciente de problemas.
Cochilos n√£o funcionam para todo mundo
Infelizmente, as novas constata√ß√Ķes n√£o significam que todo mundo se beneficiaria de um cochilo vespertino, apontou Sara Mednick, professora de psiquiatria na Universidade da Calif√≥rnia em San Diego. Algumas das pessoas que tiram cochilos despertam zonzas e desorientadas devido √† chamada in√©rcia do sono. “Isso √© o que acontece ao despertarmos de um sono profundo, de ondas lentas”, ela disse hoje. Porque a temperatura do c√©rebro e seu fluxo sangu√≠neo se reduzem no est√°gio dois do sono, √© inc√īmodo despertar subitamente e passar a um n√≠vel muito mais acelerado de atividade cerebral. Estudos anteriores haviam demonstrado que as pessoas que costumam cochilar tendem a dormir de modo mais leve. Isso significa que passam muito menos tempo, pelo menos nas horas iniciais do sono, em um sono profundo desprovido de REM. Se um cochilo o deixa zonzo, tamb√©m √© poss√≠vel obter um est√≠mulo semelhante de desempenho em certas atividades mentais ao simplesmente descansar a cabe√ßa, ela diz. “Em alguns casos”, afirma Mednick, “um per√≠odo de repouso silencioso e um cochilo oferecem o mesmo benef√≠cio de mem√≥ria”.
Tradução: Paulo Migliacci ME
26 de fevereiro de 2010
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4290609-EI8147,00-Cochilos+limpam+o+cerebro+e+melhoram+aprendizado+diz+estudo.html


Veja Também:

Comments (2)     Indique esse artigo Indique esse artigo

P√°gina 20 de 37« Primeira página...10...1819202122...30...Ultima página »