Arquivo de Gerontologia

Dicas para melhorar a comunicação com o Idoso

20/07/2017 - 10:08 Por:

Categoria(s): Dicas, Gerontologia, Qualidade de Vida, Reflexão

Algumas vezes, por diversos motivos, o idoso perde a capacidade de falar. Mas, muitas vezes, a capacidade de entender o que falamos é preservada. Isso acontece, por exemplo, em caso de sequela de AVC. Já em pessoas com Doenças Crônicas, como a Doença de Alzheimer, a perda gradativa da capacidade de comunicação envolve falar e entender.

Assim, torna-se importante falarmos um pouco sobre como se comunicar com os idosos. Principalmente, em como manter uma comunicação mais saudável e eficiente possível, independentemente das patologias associadas.

Algumas dicas de comunicação para quem cuida de idosos com algum grau de dificuldade de linguagem falada são:

  1. Usar frases curtas e objetivas;
  2. Repetir a mensagem por meio de palavras diferentes caso haja dificuldade de interpretação. Por exemplo: se “Precisamos comprar pão para o lanche da tarde” não foi entendido, pergunte “Vamos até a padaria?”;
  3. Falar abertamente, em frente ao idoso, sem esconder a boca. Não sair da frente do idoso enquanto fala;
  4. Manter um volume de fala audível para o idoso e evitar outros barulhos e ruídos que possam atrapalhar a audição;
  5. Não interromper o idoso quando ele está falando. Principalmente, para os que estão enfrentando alguma dificuldade de expressão por linguagem falada;
  6. Evitar a infantilização, principalmente quando estamos falando com um idoso lúcido, com suas capacidades mentais preservadas (mesmo com dificuldades de se expressar);
  7. Pode-se usar a linguagem escrita quando possível e necessário;
  8. Não esqueça que toques físicos como abraços, dar as mãos, etc. fazem parte da comunicação afetiva.

http://idosos.com.br/comunicacao-com-idoso/

Tags: , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Como manter a memória saudável

11/07/2017 - 11:21 Por:

Categoria(s): Cursos, Educação, Gerontologia, Qualidade de Vida

Tags: , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Curso: como estimular a memória de idosos.

22/06/2017 - 13:37 Por:

Categoria(s): Cursos, Educação, Gerontologia, Qualidade de Vida

Olá Pessoal!

Conheça o nosso curso à distância e saiba como estimular a memória de idosos.

http://www.gerovida.com.br/gerontologia/produto/cursos/curso-memoria-ead.htm

Curta! Compartilhe! Comente!

Para mais informações, entre em contato ou acesse o nosso site http://gerovida.com.br/

Tags: , ,


Veja Também:

Comments (2)     Indique esse artigo Indique esse artigo

Próximos Eventos

17/06/2017 - 10:04 Por:

Categoria(s): Cursos, Educação, Gerontologia, Homeostase Quântica Informacional, Palestras, Terapias Complementares

Olá pessoal!

Veja nossa agenda de eventos dos próximos meses.

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Vaidade na Velhice

15/06/2017 - 17:53 Por:

Categoria(s): Dicas, Gerontologia, Qualidade de Vida, Reflexão

A vaidade é muito bem vinda, uma vez que trabalha com a autoestima. Fazer as unhas, passar batom, pintar os cabelos, fazer massagem, entre outros mimos, está longe de ser uma futilidade. A vaidade é fundamental para a saúde dos idosos, pois significa amor-próprio e quem se ama se cuida no todo.
Quem pensa que apenas os jovens, no auge da idade, estão preocupados com a aparência, se engana. As mulheres de 60, 70, 80, 90 anos e mais querem ficar bonitas também.
Nesta fase manter uma rotina de higiene, cuidados com os cabelos e barba é mais do que estético, é terapia. Estimular, inclusive os homens, aos cuidados com a própria aparência se torna importante nesse momento de vida.
Sugerimos algumas dicas de cuidados: usar protetor solar todos os dias para evitar manchas e câncer de pele; manter a pele hidratada; manter-se hidratado com consumo de água e líquidos para ajudar no metabolismo; com possível redução do volume do cabelo, sugere-se ter um corte mais curto; investir na hidratação do cabelo; para cabelos grisalhos ou brancos há xampus que tiram o amarelado.

Fonte: http://www.residencecare.com.br/…/vaidade-na–terceira–…/64

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Envelhecendo com saúde emocional, mental e física por meio da Homeostase Quântica Informacional

8/06/2017 - 10:35 Por:

Categoria(s): Gerontologia, Homeostase Quântica Informacional, Terapias Complementares

Este artigo tem como objetivo apresentar uma nova visão do conceito de saúde por meio da eliminação das causas da quebra da homeostasia no nível informacional. Inicialmente o estudo se baseou na observação do tratamento de 2.500 casos e, atualmente, atingimos o número de 7.320 pessoas atendidas. Esperamos que este artigo contribua com a mudança de paradigmas na busca da simplificação dos processos de tratamento, e, também, para o campo da Gerontologia Aplicada, por meio do cuidado aos idosos para que possam envelhecer com saúde emocional, mental e física.

O artigo está dividido da seguinte forma: na primeira parte, discorreremos sobre as teorias da física quântica informacional e a Teoria Holoinformacional da consciência. Na segunda parte, apresentaremos o método de quantização da informação que permitiu com que essa teoria fosse colocada em prática para, em seguida, tratarmos dos diversos tratamentos ou medicinas na visão informacional. Demonstraremos a aplicação da metodologia da Homeostase Quântica Informacional no processo de envelhecimento saudável. Por fim, apresentaremos alguns depoimentos de pessoas, com 60 anos ou mais, que obtiveram resultados positivos com a prática dessa técnica.

Abaixo o link para acessar o artigo completo

http://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/26629/19047

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Como esta a sua qualidade de vida?

26/05/2017 - 10:46 Por:

Categoria(s): Gerontologia, Qualidade de Vida, Reflexão

Compartilhamos de algumas dicas da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

Para hoje, indicamos a dica 44:

Trabalhe como se fosse viver eternamente, porém viva a vida pois a morte é inevitável.

“MAIS IMPORTANTE QUE ACRESCENTAR ANOS À VIDA É ACRESCENTAR VIDA AOS ANOS”.

Preocupe-se com sua qualidade de vida.

Fonte: http://sbgg.org.br/dicas/#!/publicacoes-cientificas

Tags: ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Sociabilidade em Idosos

24/05/2017 - 11:04 Por:

Categoria(s): Dicas, Educação, Gerontologia, Qualidade de Vida, Reflexão

Sociabilidade em Idosos

Entre os idosos, o envolvimento social é um indicador de bons níveis de saúde e funcionalidade expressas em habilidades físicas, cognitivas, emocionais e sociais, prevenindo perdas.

Os idosos saudáveis podem manter o nível de atividade e de envolvimento social para garantir suporte e apoio e aumentar o seu bem-estar subjetivo. Porém, podem afastar-se de atividades sociais para preservar os recursos físicos e emocionais ou por causa de mudanças em suas prioridades.

Na velhice, as atividades e o envolvimento social podem diminuir em frequência e amplitude caso haja diminuição da saúde física, cognitiva e capacidade funcional.

Em decorrência desta possível diminuição, é necessário estimular a convivência e o desenvolvimento de atividades.

Há seis níveis de atividades:

  • Atividades em casa em que a pessoa realiza sozinha preparando para interagir com outras;
  • Estar sozinha, mas com um grupo de pessoas fora de casa;
  • Interagir com outras pessoas, mas sem realizar atividade específica e de vínculo com elas (pedir informação na rua ou por telefone, conversar rapidamente no elevador, cumprimentar alguém brevemente);
  • Realizar uma atividade junto com outras pessoas, colaborando para alcançar um objetivo em comum;
  • Ajudar outras pessoas voluntariamente com determinado vínculo ou necessidade;
  • Contribuir para a sociedade de forma cívica.

Referência:

Anita Liberalesso Neri. Palavras-chave em Gerontologia. Campinas: Editora Alínea, 2014, pp.328-334.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Sociabilidade em Idosos

17/03/2017 - 13:30 Por:

Categoria(s): Dicas, Gerontologia

O envolvimento social é definido pelo desempenho em atividades que oferecem oportunidade para interação com outras pessoas. A escolha das atividades sociais pelos idosos depende de motivações pessoais e de oportunidades que estão relacionadas à cultura, aos valores subjetivos, à renda, à escolaridade, ao gênero, à idade, à independência física, à cognição e ao estilo de vida.
Entre os idosos, o envolvimento social é um indicador de bons níveis de saúde e funcionalidade expressas em habilidades físicas, cognitivas, emocionais e sociais, prevenindo perdas. O desempenho de atividades complexas ou avançadas de vida diária (AAVDs), por sua vez, é indicador importante do envolvimento social que colocam as pessoas idosas em contato com papéis e funções sociais, produtividade e participação na comunidade.
Há seis níveis de atividades sociais conforme a complexidade de cada tarefa:
1) Atividades em casa em que a pessoa realiza sozinha preparando para interagir com outras;
2) Estar sozinha, mas com um grupo de pessoas em torno fora de casa;
3) Interagir com outras pessoas, mas sem realizar atividade específica e de vínculo com elas (pedir informação na rua ou por telefone, conversar rapidamente do elevador, cumprimentar alguém brevemente);
4) Realizar uma atividade junto com outras pessoas, colaborando para alcançar um objetivo em comum;
5) Ajudar outras pessoas voluntariamente com determinado vínculo ou necessidade;
6) Contribuir para a sociedade de forma cívica.
Os idosos saudáveis podem manter o nível de atividade e de envolvimento social para garantir suporte e apoio e aumentar o seu bem-estar subjetivo. Porém, podem afastar-se de atividades sociais para preservar os recursos físicos e emocionais ou por causa de mudanças em suas prioridades.
Nos casos de pessoas que se envolvem pouco ou não se envolve em interações sociais deve-se a restrições ligadas às doenças, incapacidades, falta de motivação, ou mesmo de forma mais abrangente à sociedade, como normas e fatores culturais e ambientais. Na velhice, as atividades e o envolvimento social podem diminuir em frequência e amplitude caso haja diminuição da saúde física, cognitiva e capacidade funcional.

Referência:
Anita Liberalesso Neri. Palavras-chave em Gerontologia. Campinas: Editora Alínea, 2014, pp.328-334.

Por: Roberta dos Santos Tarallo.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Oficinas | GeroVida

6/03/2017 - 9:53 Por:

Categoria(s): Cursos, Educação, Gerontologia, Homeostase Quântica Informacional, Palestras, Qualidade de Vida, Reflexão, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Página 3 de 6712345...102030...Ultima página »