Envelhecimento Saud√°vel e Homeostase Qu√Ęntica Informacional

4/12/2015 - 9:58 Por:

Categoria(s): Cursos, Dicas, Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Gerontologia, Qualidade de Vida, Reflex√£o, Terapias Complementares, Tratamento de Doen√ßas

GeroHQI

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Montagem de Casa de Repouso para Idosos

3/12/2015 - 8:54 Por:

Categoria(s): Arte, Curiosidades, Cursos, Dicas, Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Educa√ß√£o, Ervas Medicinais, Fita Funcional, Gerontologia, Jogos, Palestras, Poesia, Qualidade de Vida, Reflex√£o, Sem categoria, Sugest√£o de leituras, Terapias Complementares, Tratamento de Doen√ßas

casaderepousoA GeroVida oferece assessoria para pessoas interessadas em abrir uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI).

Se você está interessado em abrir uma Casa de Repouso para idosos ou uma Clínica Geriátrica ou uma Hospedagem para idosos, não importa o nome, nós te ajudamos com o passo a passo necessário no processo de abertura, regulamentação e aprovação de sua IPLI.

Auxiliamos desde os tr√Ęmites burocr√°ticos, passando pela organiza√ß√£o das atividades, planejamento de a√ß√£o de marketing e divulga√ß√£o, treinamento dos profissionais, at√© a orienta√ß√£o para que a ILPI tamb√©m funcione como um centro-dia para idosos.

Para mais informa√ß√Ķes, entre em contato pelo formul√°rio de coment√°rio abaixo ou escreva para o email gerovida@gerovida.com.br

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Urina Solta

2/12/2015 - 10:21 Por:

Categoria(s): Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

incontinenciaurinariaCausas: Afecção na bexiga por febre interna.

Tratamento:
РAplicar na região da bexiga a argila com o cipó-mil-homens, por 3 horas diariamente e por 15 a 20 dias seguidos para desinflamar;

РBanhos genitais também ajudam.

Plantas indicadas: cipó-açougue, alfafa, calêndula e salgueiro.

Do livro ‚ÄúExistem doen√ßas incur√°veis?‚ÄĚ, de Jaime Br√ľning, 2003, p. 277.

Caro leitor, nosso blog se preocupa com a sa√ļde e o bem estar de todas as pessoas. Desenvolvemos um trabalho na √°rea de terapias complementares, por√©m gostar√≠amos de salientar que qualquer tratamento aqui sugerido n√£o dispensa uma orienta√ß√£o m√©dica ou qualquer orienta√ß√£o na √°rea que voc√™ esteja precisando. Isto significa que os tratamentos com argila terap√™utica e outros devem complementar o tratamento j√° realizado, mantendo sempre o acompanhamento m√©dico. Al√©m disto, sugerimos que aquelas pessoas que j√° est√£o em tratamento e que resolvam usar algum tratamento complementar, que comuniquem o profissional que acompanha seu caso.
Atenciosamente,
Equipe GeroVida

OBS. 1: N√£o realizamos orienta√ß√Ķes de tratamentos √† dist√Ęncia. O ideal √© procurar um terapeuta pessoalmente para receber as informa√ß√Ķes para o seu caso e depois ser√° poss√≠vel dar seguimento ao tratamento em sua resid√™ncia.

OBS. 2: Damos cursos √† dist√Ęncia sobre terapias complementares e gerontologia. Os interessados dever√£o acessar o link: http://www.gerovida.com.br/gerontologia/produto/cursos/curso-argila-terapeutica.htm

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Curso: Como a HQI pode auxiliar na gesta√ß√£o, parto, p√≥s-parto e primeira inf√Ęncia

30/11/2015 - 10:46 Por:

Categoria(s): Cursos

cursogestantesHQI

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

 

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

O Desenho do Idoso

27/11/2015 - 11:09 Por:

Categoria(s): Sugest√£o de leituras

Sugest√£o de leitura 208

livroDesenhoIdosoTítulo: O DESENHO DO IDOSO. As marcas e os simbolismos que o tempo traz
Autora: Nancy Rabello
Editora: Wak
Ano: 2015

O livro √© uma obra que busca apresentar um material simb√≥lico contido nos desenhos desta faixa et√°ria, s√£o simbolismos diferentes daqueles encontrados nos desenhos das crian√ßas, pois estes passaram por muitas situa√ß√Ķes as quais ficaram marcadas e podem ser trazidas nos desenhos de maneira inconsciente. Isso acontece por esta popula√ß√£o ter mais viv√™ncias e mais experi√™ncias.
Este livro é direcionado aos profissionais que atendem, tanto adultos como idosos, aos profissionais que atuam em casas de acolhimento, repouso, pois, por meio do desenho, poderemos favorecer uma melhor comunicação entre estes e seus atendentes.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Gestão Gerontológica Individual

26/11/2015 - 7:41 Por:

Categoria(s): Arte, Curiosidades, Cursos, Dicas, Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Educa√ß√£o, Ervas Medicinais, Fita Funcional, Gerontologia, Jogos, Palestras, Poesia, Qualidade de Vida, Reflex√£o, Sem categoria, Sugest√£o de leituras, Terapias Complementares, Tratamento de Doen√ßas

GGI-GeroVida-atual

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Pilates contra c√Ęncer e doen√ßas do cora√ß√£o

25/11/2015 - 11:55 Por:

Categoria(s): Qualidade de Vida

Pilates √© mais uma arma contra c√Ęncer e doen√ßas do cora√ß√£o

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

orientapilatesH√° cerca de cinco anos, a banc√°ria Lucimar Lopes, 56, foi diagnosticada com uma insufici√™ncia card√≠aca. Na √©poca, o m√©dico que a acompanhava sugeriu que ela iniciasse uma reabilita√ß√£o com a t√©cnica de Pilates para preparar o cora√ß√£o para uma cirurgia. ‚ÄúPassei a fazer o Pilates tr√™s vezes por semana e parei de cansar o tempo todo, voltei a conseguir trabalhar em casa, minha qualidade de vida melhorou e, at√© agora, consegui passar sem a cirurgia‚ÄĚ, comemora, lembrando que os resultados foram percebidos pelos vizinhos e amigos. ‚ÄúSou uma divulgadora desse tipo de reabilita√ß√£o‚ÄĚ, conta em tom de brincadeira. Criado nos anos 20 do s√©culo passado, o Pilates vem se mostrando uma boa ferramenta para ajudar pacientes com doen√ßas do cora√ß√£o e os que lutam contra o c√Ęncer. Isso porque os pacientes costumam sofrer com a perda da massa magra e da for√ßa muscular pelo tempo que precisam ficar acamados ou em inatividade por for√ßa do uso das medica√ß√Ķes. A perda muscular pr√≥pria nessas situa√ß√Ķes costuma comprometer a funcionalidade do paciente at√© mais que a pr√≥pria doen√ßa. A reabilita√ß√£o f√≠sica evita a perda da musculatura e ajuda o paciente a suportar o esfor√ßo.
Para o cardiologista Ot√°vio Lopes Peixoto, do Hospital Ana Nery, as diversas modalidades de reabilita√ß√£o, incluindo o Pilates, s√£o √ļteis para pacientes cardiopatas na medida em que melhoram a qualidade de vida destes pacientes, reduzindo de forma significativa os sintomas da doen√ßa card√≠aca, possibilitando ainda a redu√ß√£o do n√ļmero de reinterna√ß√Ķes hospitalares, al√©m de aumentar a sobrevida. ‚Äú√Č ineg√°vel a repercuss√£o da reabilita√ß√£o nos aspectos psicol√≥gicos destes pacientes, visto que al√©m da melhora dos sintomas card√≠acos, existe tamb√©m o fortalecimento da autoestima e funcionalidade social dos mesmos‚ÄĚ, completa o m√©dico.

Pioneirismo
De acordo com a fisioterapeuta Juliana Simon, especialista pelo Instituto do Cora√ß√£o (Incor/USP) num tipo de reabilita√ß√£o espec√≠fica para pacientes com c√Ęncer e doen√ßas do cora√ß√£o e pioneira no tratamento no estado, mais que trabalhar o corpo, o Pilates voltado para a reabilita√ß√£o permite que pacientes possam voltar a se movimentar com tranquilidade, devolvendo a integridade f√≠sica sem desgastes. ‚ÄúTodas as s√©ries de atividades s√£o desenvolvidas para se adequar √† necessidade do paciente, assim algu√©m com leucemia, por exemplo, n√£o pode ter grandes gastos energ√©ticos, ent√£o o movimento precisa respeitar isso‚ÄĚ, esclarece, ressaltando que j√° os pacientes que tiveram c√Ęncer de mama ou qualquer problema √≥sseo precisaram centrar os seus esfor√ßos num refor√ßo da musculatura. A reabilita√ß√£o com o Pilates tamb√©m respeita etapas de recupera√ß√£o do paciente e pode ser usada em v√°rios momentos do processo de tratamento, especialmente na hora de reabilitar as pessoas para suas atividades rotineiras. ‚ÄúTudo √© desenvolvido com base fisiol√≥gica‚ÄĚ, esclarece. Ela destaca que mesmo respeitando as necessidades espec√≠ficas, √© necess√°rio que a pr√°tica seja mantida por, no m√≠nimo, duas vezes na semana.
Em cada sessão, mesmo quem nunca praticou atividade física regular pode aprender a realinhar a postura do corpo, melhorar a coordenação motora, aumentar a concentração, a força, flexibilidade, além de ampliar o potencial respiratório permitindo que, por consequência, também haja uma estimulação no sistema circulatório e na oxigenação do sangue, fato que estimula a imunidade.

Reforço
Maria Janildes Gomes, 62, era uma pessoa indisposta dentro de casa. H√° tr√™s anos, ela luta contra uma leucemia que baixava sua imunidade e a deixava cheia de dores no corpo. ‚ÄúAo contr√°rio do que as pessoas pensam sobre leucemia, digo que a minha vida inteira sempre comi bem, trabalhava, mas era sedent√°ria. A reabilita√ß√£o duas vezes por semana mudou minha vida e, hoje, at√© mesmo minha filha, que come√ßou a reclamar de cansa√ßo quando chegava do trabalho, come√ßou a fazer Pilates‚ÄĚ, diz, lembrando que est√° se preparando para fazer um transplante de medula √≥ssea nos pr√≥ximos meses. ‚ÄúRetomei prazeres simples como cozinhar e isso tem sido importante‚ÄĚ, completa, ilustrando as vantagens do tratamento fisioter√°pico. Nas palavras da oncologista J√ļlia Andrade de Oliveira, da Cl√≠nica AMO, especificamente em pacientes oncol√≥gicos, a pr√°tica de atividade f√≠sica permite que eles vivam mais e melhor. ‚ÄúExerc√≠cios f√≠sicos n√£o s√≥ reduzem riscos de recidiva de neoplasia e aumentam sobrevida, como permitem uma melhor qualidade de vida, atrav√©s de melhor manejo de efeitos colaterais como astenia (fraqueza muscular), artralgia e mialgia (dor em articula√ß√Ķes e dor muscular), al√©m de melhor controle da ansiedade e depress√£o, que invariavelmente surgem no paciente que recebe diagn√≥stico de c√Ęncer‚ÄĚ, completa.
A m√©dica destaca ainda que pacientes que fazem atividade f√≠sica apresentam menor intensidade de efeitos colaterais com o tratamento (quimioterapia e radioterapia), conseguem se recuperar mais rapidamente de sequelas do tratamento, manter um humor mais equilibrado, melhor qualidade de sono e menor n√≠vel de estresse emocional. A cardiologista Maria Cristina Torres Cardoso, da Cl√≠nica Servi√ßos Integrados em Medicina (SIM), destaca que antes de ser submetido a qualquer reabilita√ß√£o f√≠sica, √© importante que o paciente passe por uma avalia√ß√£o, onde al√©m das atividades f√≠sicas, tamb√©m sejam contempladas as quest√Ķes nutricionais. ‚ÄúObtivemos grandes melhoras em pacientes coronarianos ou com insufici√™ncia card√≠aca‚ÄĚ, finaliza.

Fonte: Site O Correio
* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Oficinas

23/11/2015 - 11:55 Por:

Categoria(s): Cursos, Palestras

Oficinas

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

O Envelhecimento e o Bem-estar Subjetivo

18/11/2015 - 11:34 Por:

Categoria(s): Gerontologia

mistersp¬† ¬†Bem-estar subjetivo √© o senso pessoal, individual ou particular de realiza√ß√£o e adapta√ß√£o que a pessoa tem ao comparar as suas capacidades levando em conta suas expectativas e seus valores, utilizando crit√©rios √ļnicos e espec√≠ficos.
A satisfa√ß√£o e os aspectos positivos e negativos da vida s√£o componentes do bem-estar subjetivo, bem como a personalidade e os eventos moment√Ęneos ou situa√ß√Ķes que marcam mudan√ßas no curso de vida. Os dom√≠nios avaliados pelas pessoas geralmente s√£o: a sa√ļde, a mem√≥ria, as rela√ß√Ķes sociais e familiares, as finan√ßas e o ambiente.
O bem-estar sujetivo √© influenciado por mecanismos de autorregula√ß√£o do self, que s√£o estrat√©gias aprendidas de natureza afetivo-cognitiva, mediante as quais os indiv√≠duos avaliam, julgam e monitoram a si mesmos e ao ambiente, administram refor√ßos e puni√ß√Ķes a si mesmos, fazem previs√Ķes, planos e a√ß√Ķes.
Estudos evidenciam que a extrovers√£o, o otimismo e os afetos positivos est√£o associados a maior longevidade, a respostas mais adaptativas do sistema cardiovascular e imunol√≥gico, a mais recursos cognitivos, incluindo melhor senso de autoefic√°cia, a maior capacidade de solicitar apoio e suporte social e mais comportamentos de autocuidado em sa√ļde. Por outro lado, emo√ß√Ķes negativas como a hostilidade, a raiva e a ansiedade afetam o bem-estar subjetivo por meio de respostas fisiol√≥gicas e comportamentais.
Com o passar do tempo ocorrem varia√ß√Ķes nas avalia√ß√Ķes de satisfa√ß√£o e no equil√≠brio entre afetos positivos e negativos. As avalia√ß√Ķes positivas de satisfa√ß√£o tendem a manter-se na velhice. Os idosos tendem a apresentar melhores avalia√ß√Ķes de satisfa√ß√£o do que os jovens, possivelmente devido aos efeitos moderadores da capacidade de ajustar aspira√ß√Ķes, anseios e metas frente aos recursos dispon√≠veis.
Na velhice, uma adequada adapta√ß√£o est√° ligada ao equil√≠brio entre afetos positivos e negativos, √† sele√ß√£o e investimento afetivo e cognitivo em alvos positivos, √† diminui√ß√£o da intensidade e da vulnerabilidade de experi√™ncias emocionais e a melhor capacidade de vivenciar emo√ß√Ķes mais complexas, de nomear e compreender as pr√≥prias emo√ß√Ķes e as alheias, al√©m de melhor selecionar parceiros sociais que representem oportunidade de conforto emocional.

Por Roberta dos Santos Tarallo

Fonte: Anita Liberalesso Neri (organizadora). Palavras-Chave em Gerontologia. Editora Alínea, 4ªed., 2014, pp. 104-110.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Cuidador de Idosos

16/11/2015 - 9:18 Por:

Categoria(s): Dicas, Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Educa√ß√£o, Gerontologia, Qualidade de Vida, Reflex√£o, Sem categoria

cuidadores-de-idososCuidador¬†‚Äď √© a pessoa que oferece cuidado e/ou suporte ao idoso, desempenhando atividades relacionadas ao seu bem-estar f√≠sico, mental e social. O cuidador est√° capacitado para auxiliar o idoso que apresenta ou n√£o limita√ß√Ķes nas atividades da vida cotidiana e est√° apto a lidar com idosos independentes ou dependentes, acamados ou n√£o, inclusive em estado de dem√™ncia, nas diversas inst√Ęncias de aten√ß√£o ‚Äď comunidade, hospital, cl√≠nica, domic√≠lio e institui√ß√£o de longa perman√™ncia, bem como a relacionar-se com os seus familiares.

A¬†GeroVida¬†orienta que se pesquise muito bem a empresa de cuidadores que vai contratar os servi√ßos OU que cheque todas as informa√ß√Ķes referentes aos cuidadores aut√īnomos. √Č importante que o profissional tenha experi√™ncia profissional ou familiar e que esteja em constante aprendizado participando de cursos para cuidadores e cursos de atualiza√ß√£o.

Após contratar seu cuidador, podemos dar um treinamento para melhor capacitá-lo aos cuidados de seu ente querido. Entre em contato pelo formulário de comentários ou pelo email gerovida@gerovida.com.br

Fazemos orientação em domicílio para adequação das atividades do cuidador com a rotina diária do idoso.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo