InterlĂşdio | CecĂ­lia Meireles

25/05/2016 - 10:07 Por:

Categoria(s): Arte, Poesia, ReflexĂŁo, Sem categoria

LadoAbstrato

InterlĂşdio
(CecĂ­lia Meireles)

As palavras estĂŁo muito ditas
e o mundo muito pensado.
Fico ao teu lado.

Não me digas que há futuro
nem passado.
Deixa o presente — claro muro
sem coisas escritas.

Deixa o presente. NĂŁo fales,
NĂŁo me expliques o presente,
pois Ă© tudo demasiado.

Em águas de eternamente,
o cometa dos meus males
afunda, desarvorado.

Fico ao teu lado.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Atitude

6/11/2015 - 10:06 Por:

Categoria(s): Poesia

olhar-estrelas

Minha esperança perdeu seu nome…

Fechei meu sonho, para chamá-la.
A tristeza transfigurou-me
como o luar que entra numa sala.

O Ăşltimo passo do destino
parará sem forma funesta,
e a noite oscilará como um dourado sino
derramando flores de festa.

Meus olhos estarĂŁo sobre espelhos, pensando
nos caminhos que existem dentro das coisas transparentes.

E um campo de estrelas irá brotando
atrás das lembranças ardentes.

(CecĂ­lia Meireles)
in ‘Viagem’

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Timidez

12/12/2014 - 8:06 Por:

Categoria(s): Poesia

felicidade

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve…

— mas só esse eu não farei.

Uma palavra caĂ­da
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes…

— palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,

— que amargamente inventei.

E, enquanto nĂŁo me descobres,
os mundos vĂŁo navegando
nos ares certos do tempo,
atĂ© nĂŁo se sabe quando…

— e um dia me acabarei.

(CecĂ­lia Meireles, in ‘Viagem’)

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Motivo – CecĂ­lia Meireles

3/11/2014 - 17:03 Por:

Categoria(s): Arte, Poesia

pintoress

Motivo

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
NĂŁo sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

IrmĂŁo das coisas fugidias,
nĂŁo sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
– nĂŁo sei, nĂŁo sei. NĂŁo sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
– mais nada.

(CecĂ­lia Meireles)

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo