Gestão Gerontológica Individual

26/11/2015 - 7:41 Por:

Categoria(s): Arte, Curiosidades, Cursos, Dicas, Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Educa√ß√£o, Ervas Medicinais, Fita Funcional, Gerontologia, Jogos, Palestras, Poesia, Qualidade de Vida, Reflex√£o, Sem categoria, Sugest√£o de leituras, Terapias Complementares, Tratamento de Doen√ßas

GGI-GeroVida-atual

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Pilates contra c√Ęncer e doen√ßas do cora√ß√£o

25/11/2015 - 11:55 Por:

Categoria(s): Qualidade de Vida

Pilates √© mais uma arma contra c√Ęncer e doen√ßas do cora√ß√£o

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

orientapilatesH√° cerca de cinco anos, a banc√°ria Lucimar Lopes, 56, foi diagnosticada com uma insufici√™ncia card√≠aca. Na √©poca, o m√©dico que a acompanhava sugeriu que ela iniciasse uma reabilita√ß√£o com a t√©cnica de Pilates para preparar o cora√ß√£o para uma cirurgia. ‚ÄúPassei a fazer o Pilates tr√™s vezes por semana e parei de cansar o tempo todo, voltei a conseguir trabalhar em casa, minha qualidade de vida melhorou e, at√© agora, consegui passar sem a cirurgia‚ÄĚ, comemora, lembrando que os resultados foram percebidos pelos vizinhos e amigos. ‚ÄúSou uma divulgadora desse tipo de reabilita√ß√£o‚ÄĚ, conta em tom de brincadeira. Criado nos anos 20 do s√©culo passado, o Pilates vem se mostrando uma boa ferramenta para ajudar pacientes com doen√ßas do cora√ß√£o e os que lutam contra o c√Ęncer. Isso porque os pacientes costumam sofrer com a perda da massa magra e da for√ßa muscular pelo tempo que precisam ficar acamados ou em inatividade por for√ßa do uso das medica√ß√Ķes. A perda muscular pr√≥pria nessas situa√ß√Ķes costuma comprometer a funcionalidade do paciente at√© mais que a pr√≥pria doen√ßa. A reabilita√ß√£o f√≠sica evita a perda da musculatura e ajuda o paciente a suportar o esfor√ßo.
Para o cardiologista Ot√°vio Lopes Peixoto, do Hospital Ana Nery, as diversas modalidades de reabilita√ß√£o, incluindo o Pilates, s√£o √ļteis para pacientes cardiopatas na medida em que melhoram a qualidade de vida destes pacientes, reduzindo de forma significativa os sintomas da doen√ßa card√≠aca, possibilitando ainda a redu√ß√£o do n√ļmero de reinterna√ß√Ķes hospitalares, al√©m de aumentar a sobrevida. ‚Äú√Č ineg√°vel a repercuss√£o da reabilita√ß√£o nos aspectos psicol√≥gicos destes pacientes, visto que al√©m da melhora dos sintomas card√≠acos, existe tamb√©m o fortalecimento da autoestima e funcionalidade social dos mesmos‚ÄĚ, completa o m√©dico.

Pioneirismo
De acordo com a fisioterapeuta Juliana Simon, especialista pelo Instituto do Cora√ß√£o (Incor/USP) num tipo de reabilita√ß√£o espec√≠fica para pacientes com c√Ęncer e doen√ßas do cora√ß√£o e pioneira no tratamento no estado, mais que trabalhar o corpo, o Pilates voltado para a reabilita√ß√£o permite que pacientes possam voltar a se movimentar com tranquilidade, devolvendo a integridade f√≠sica sem desgastes. ‚ÄúTodas as s√©ries de atividades s√£o desenvolvidas para se adequar √† necessidade do paciente, assim algu√©m com leucemia, por exemplo, n√£o pode ter grandes gastos energ√©ticos, ent√£o o movimento precisa respeitar isso‚ÄĚ, esclarece, ressaltando que j√° os pacientes que tiveram c√Ęncer de mama ou qualquer problema √≥sseo precisaram centrar os seus esfor√ßos num refor√ßo da musculatura. A reabilita√ß√£o com o Pilates tamb√©m respeita etapas de recupera√ß√£o do paciente e pode ser usada em v√°rios momentos do processo de tratamento, especialmente na hora de reabilitar as pessoas para suas atividades rotineiras. ‚ÄúTudo √© desenvolvido com base fisiol√≥gica‚ÄĚ, esclarece. Ela destaca que mesmo respeitando as necessidades espec√≠ficas, √© necess√°rio que a pr√°tica seja mantida por, no m√≠nimo, duas vezes na semana.
Em cada sessão, mesmo quem nunca praticou atividade física regular pode aprender a realinhar a postura do corpo, melhorar a coordenação motora, aumentar a concentração, a força, flexibilidade, além de ampliar o potencial respiratório permitindo que, por consequência, também haja uma estimulação no sistema circulatório e na oxigenação do sangue, fato que estimula a imunidade.

Reforço
Maria Janildes Gomes, 62, era uma pessoa indisposta dentro de casa. H√° tr√™s anos, ela luta contra uma leucemia que baixava sua imunidade e a deixava cheia de dores no corpo. ‚ÄúAo contr√°rio do que as pessoas pensam sobre leucemia, digo que a minha vida inteira sempre comi bem, trabalhava, mas era sedent√°ria. A reabilita√ß√£o duas vezes por semana mudou minha vida e, hoje, at√© mesmo minha filha, que come√ßou a reclamar de cansa√ßo quando chegava do trabalho, come√ßou a fazer Pilates‚ÄĚ, diz, lembrando que est√° se preparando para fazer um transplante de medula √≥ssea nos pr√≥ximos meses. ‚ÄúRetomei prazeres simples como cozinhar e isso tem sido importante‚ÄĚ, completa, ilustrando as vantagens do tratamento fisioter√°pico. Nas palavras da oncologista J√ļlia Andrade de Oliveira, da Cl√≠nica AMO, especificamente em pacientes oncol√≥gicos, a pr√°tica de atividade f√≠sica permite que eles vivam mais e melhor. ‚ÄúExerc√≠cios f√≠sicos n√£o s√≥ reduzem riscos de recidiva de neoplasia e aumentam sobrevida, como permitem uma melhor qualidade de vida, atrav√©s de melhor manejo de efeitos colaterais como astenia (fraqueza muscular), artralgia e mialgia (dor em articula√ß√Ķes e dor muscular), al√©m de melhor controle da ansiedade e depress√£o, que invariavelmente surgem no paciente que recebe diagn√≥stico de c√Ęncer‚ÄĚ, completa.
A m√©dica destaca ainda que pacientes que fazem atividade f√≠sica apresentam menor intensidade de efeitos colaterais com o tratamento (quimioterapia e radioterapia), conseguem se recuperar mais rapidamente de sequelas do tratamento, manter um humor mais equilibrado, melhor qualidade de sono e menor n√≠vel de estresse emocional. A cardiologista Maria Cristina Torres Cardoso, da Cl√≠nica Servi√ßos Integrados em Medicina (SIM), destaca que antes de ser submetido a qualquer reabilita√ß√£o f√≠sica, √© importante que o paciente passe por uma avalia√ß√£o, onde al√©m das atividades f√≠sicas, tamb√©m sejam contempladas as quest√Ķes nutricionais. ‚ÄúObtivemos grandes melhoras em pacientes coronarianos ou com insufici√™ncia card√≠aca‚ÄĚ, finaliza.

Fonte: Site O Correio
* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

O Envelhecimento e o Bem-estar Subjetivo

18/11/2015 - 11:34 Por:

Categoria(s): Gerontologia

mistersp¬† ¬†Bem-estar subjetivo √© o senso pessoal, individual ou particular de realiza√ß√£o e adapta√ß√£o que a pessoa tem ao comparar as suas capacidades levando em conta suas expectativas e seus valores, utilizando crit√©rios √ļnicos e espec√≠ficos.
A satisfa√ß√£o e os aspectos positivos e negativos da vida s√£o componentes do bem-estar subjetivo, bem como a personalidade e os eventos moment√Ęneos ou situa√ß√Ķes que marcam mudan√ßas no curso de vida. Os dom√≠nios avaliados pelas pessoas geralmente s√£o: a sa√ļde, a mem√≥ria, as rela√ß√Ķes sociais e familiares, as finan√ßas e o ambiente.
O bem-estar sujetivo √© influenciado por mecanismos de autorregula√ß√£o do self, que s√£o estrat√©gias aprendidas de natureza afetivo-cognitiva, mediante as quais os indiv√≠duos avaliam, julgam e monitoram a si mesmos e ao ambiente, administram refor√ßos e puni√ß√Ķes a si mesmos, fazem previs√Ķes, planos e a√ß√Ķes.
Estudos evidenciam que a extrovers√£o, o otimismo e os afetos positivos est√£o associados a maior longevidade, a respostas mais adaptativas do sistema cardiovascular e imunol√≥gico, a mais recursos cognitivos, incluindo melhor senso de autoefic√°cia, a maior capacidade de solicitar apoio e suporte social e mais comportamentos de autocuidado em sa√ļde. Por outro lado, emo√ß√Ķes negativas como a hostilidade, a raiva e a ansiedade afetam o bem-estar subjetivo por meio de respostas fisiol√≥gicas e comportamentais.
Com o passar do tempo ocorrem varia√ß√Ķes nas avalia√ß√Ķes de satisfa√ß√£o e no equil√≠brio entre afetos positivos e negativos. As avalia√ß√Ķes positivas de satisfa√ß√£o tendem a manter-se na velhice. Os idosos tendem a apresentar melhores avalia√ß√Ķes de satisfa√ß√£o do que os jovens, possivelmente devido aos efeitos moderadores da capacidade de ajustar aspira√ß√Ķes, anseios e metas frente aos recursos dispon√≠veis.
Na velhice, uma adequada adapta√ß√£o est√° ligada ao equil√≠brio entre afetos positivos e negativos, √† sele√ß√£o e investimento afetivo e cognitivo em alvos positivos, √† diminui√ß√£o da intensidade e da vulnerabilidade de experi√™ncias emocionais e a melhor capacidade de vivenciar emo√ß√Ķes mais complexas, de nomear e compreender as pr√≥prias emo√ß√Ķes e as alheias, al√©m de melhor selecionar parceiros sociais que representem oportunidade de conforto emocional.

Por Roberta dos Santos Tarallo

Fonte: Anita Liberalesso Neri (organizadora). Palavras-Chave em Gerontologia. Editora Alínea, 4ªed., 2014, pp. 104-110.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Palestras GeroVida

13/11/2015 - 9:23 Por:

Categoria(s): Palestras

palestras

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Programa de Educação para o Envelhecimento Saudável

10/11/2015 - 9:18 Por:

Categoria(s): Arte, Curiosidades, Cursos, Dicas, Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Educa√ß√£o, Ervas Medicinais, Fita Funcional, Gerontologia, Jogos, Palestras, Poesia, Qualidade de Vida, Reflex√£o, Sem categoria, Sugest√£o de leituras, Terapias Complementares, Tratamento de Doen√ßas

Programa de Educação: Envelhecimento Saudável para idosos moradores em comunidades.

Objetivos:

Primeiro-Encontro-ProgEduc

– Implementar um programa de educa√ß√£o popular em sa√ļde para um envelhecimento saud√°vel em duas comunidades na cidade de Campinas, com base na educa√ß√£o dial√≥gica e popular;
РPossibilitar o uso dos conhecimentos adquiridos, habilidades e potenciais das comunidades de forma sustentável e resiliente, auxiliando na melhora da qualidade de vida dos idosos, beneficiando diretamente aproximadamente 30 pessoas e indiretamente uma média de 150 pessoas.

Encontros semanais de 2 horas e trinta minutos para discussão de temas de interesse dos participantes e vivências práticas de autocuidado.
Mem√≥ria, dist√ļrbios do sono, atividade f√≠sica, alimenta√ß√£o saud√°vel, sa√ļde bucal, emo√ß√Ķes e sentimentos na velhice, uso de medicamentos, instru√ß√Ķes sobre sa√ļde, imagem positiva do envelhecimento, viol√™ncia e maus tratos a idosos e atividades terap√™uticas (lian gong, consci√™ncia corporal, massagem, argila terap√™utica).

Local e período de realização: O trabalho foi realizado em duas comunidades, no salão social da Paróquia São João Batista, vinculada à comunidade Orosimbo Maia; e em uma sala de aula da Igreja Cristo Redentor, vinculada à comunidade Parque da Figueira, município de Campinas, SP, no período de agosto a dezembro de 2009.

Localidades abrangidas: Campinas, região Sul, bairros Orosimbo Maia, Jd. Carlos Lourenço, Jd. Itaiu, Jd Nova York, Parque da Figueira e Nova Europa.

Para que o projeto tenha continuidade nestas e em outras localidades, a GeroVida est√° em busca de financiamento para poder coloc√°-lo em pr√°tica e beneficiar idosos moradores de comunidades.

Interessados em apoiar esta iniciativa entrar em contato por email:gerovida@gerovida.com.br

Tags: , , , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Palestras da GeroVida

26/10/2015 - 10:48 Por:

Categoria(s): Arte, Curiosidades, Cursos, Dicas, Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Educa√ß√£o, Ervas Medicinais, Fita Funcional, Gerontologia, Jogos, Palestras, Poesia, Qualidade de Vida, Reflex√£o, Sem categoria, Sugest√£o de leituras, Terapias Complementares, Tratamento de Doen√ßas

palestra-gero-hqi (49)A GeroVida¬†oferece o servi√ßo de¬†Palestras¬†– evento de uma ou duas horas que pode ser realizado em semin√°rios, congressos, empresas, escolas e institui√ß√Ķes em geral. Os temas abordados permeiam a velhice em nossa sociedade. Outros temas tamb√©m s√£o discutidos de acordo com a necessidade do p√ļblico a ser atendido.

Temas:¬†clique no tema para mais informa√ß√Ķes¬†(voc√™ ser√° redirecionado para a p√°gina do curso no site da GeroVida).

 

Entre em contato para informa√ß√Ķes de como realizar estas atividades em sua institui√ß√£o.¬†www.gerovida.com.br

 

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Palestra: HQI na Gestação

26/10/2015 - 9:05 Por:

Categoria(s): Cursos

PalestraGestantesHQI

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

A import√Ęncia do Pilates como tratamento para o AVC

14/10/2015 - 9:45 Por:

Categoria(s): Qualidade de Vida

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

brainO Pilates, t√©cnica conhecida como preven√ß√£o e tratamento da coluna vertebral, agrega as teorias de controle motor e t√©cnicas de conscientiza√ß√£o corporal. Sendo assim, sua pr√°tica favorece o fortalecimento e alongamento dos m√ļsculos, aumentando a mobilidade das articula√ß√Ķes com movimentos realizados sem pressa e com controle.
O método não foi apenas uma moda passageira, mas uma modalidade que chegou, agradou e recebe todos os dias novos adeptos.
O m√©todo criado por Joseph H. Pilates durante a d√©cada de 20 tem benef√≠cios in√ļmeros, inclusive para pessoas que sofreram AVC (Acidente Vascular Cerebral). Neste caso a pr√°tica contribui para a recupera√ß√£o dos movimentos, melhora a respira√ß√£o, postura e coordena√ß√£o motora.
O AVC (Acidente Vascular Cerebral) pode apresentar duas variáveis: Acidente Vascular Hemorrágico ou Acidente Vascular Isquêmico, e o Método Pilates pode ser um importante complemento para o tratamento diante do controle e fortalecimento muscular proporcionado pela prática, pois trabalha o corpo e a mente aliado à respiração e prioriza os limites de cada praticante.
Muitas pessoas que tiveram o AVC encontram no M√©todo Pilates um grande aliado. Atrav√©s dos exerc√≠cios o equil√≠brio √© refeito e permite que as conex√Ķes respons√°veis pela sensa√ß√£o de seguran√ßa sejam estabelecidas e a realiza√ß√£o das atividades cotidianas seja novamente restabelecida.
A pr√°tica do Pilates trabalha o corpo aliado √† respira√ß√£o, e prioriza os limites de cada indiv√≠duo, levando em considera√ß√£o o ritmo e o que j√° pode ter ocorrido com os m√ļsculos do praticante.
O Pilates contribui para a recuperação dos movimentos, melhora a respiração, postura e coordenação motora. Não consiste em apenas em exercícios de alongamento, refere-se a uma atividade física e mental.

Fonte: Site Pautas Incorporativa
* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Curso: Como Viver e Envelhecer com Equilíbrio

30/09/2015 - 11:01 Por:

Categoria(s): Cursos

Ol√° pessoal!

O Curso: Como Viver e Envelhecer com Equil√≠brio Emocional, Mental e F√≠sico por meio da Homeostase Qu√Ęntica Informacional ter√° nova data de in√≠cio, dia 07 de outubro.

Aproveite essa oportunidade e entre em contato.

Inscreva-se!

curso-gero-hqi3

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Os princípios do método pilates

18/09/2015 - 9:47 Por:

Categoria(s): Qualidade de Vida

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

aulapilatesOs seis princípios do método pilates.

As diretrizes abaixo devem nortear cada movimento em uma aula de pilates:

1) Concentra√ß√£o: a fim de trabalhar o f√≠sico, √© necess√°rio estar presente com a mente ‚Äď √© ela que comanda a a√ß√£o. Por isso, √© fundamental prestar aten√ß√£o nos movimentos executados e observar como os m√ļsculos respondem.

2) Controle: o domínio muscular preconizado pelo método consiste na ausência de movimentos descuidados, automáticos ou casuais. Nenhum exercício no pilates é feito simplesmente por fazer. Cada movimento tem uma função.

3) Centro de for√ßa: temos um grande grupo de m√ļsculos no centro ‚Äď abd√īmen, lombar, quadris e gl√ļteos. Pilates chamou esse conjunto de ‚Äúcasa de for√ßa‚ÄĚ. Toda a energia necess√°ria √† realiza√ß√£o dos exerc√≠cios se inicia nela e flui para as extremidades.

4) Fluidez: no método Pilates não existem movimentos estáticos, isolados, porque o corpo não funciona naturalmente dessa maneira. Pelo contrário, eles são fluidos, como um longo passo ou uma valsa.

5) Precisão: a concentração em fazer um movimento preciso e perfeito em vez de muitos sem vontade é condição essencial do pilates. Deixar de fora qualquer detalhe é abandonar o valor intrínseco do exercício.

6) Respiração: a respiração completa renova a circulação do ar, oxigena o sangue e ainda ajuda no controle dos movimentos durante os exercícios, assim como no dia a dia.

Fonte: Portal da Educação Física (28/02/2012)

* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

P√°gina 10 de 26« Primeira página...89101112...20...Ultima página »