Taekwondo para idosos

6/07/2016 - 11:16 Por:

Categoria(s): Curiosidades, Gerontologia, Qualidade de Vida

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

TaekwondoTaekwondo é uma modalidade de esporte olímpico, cuja origem é uma das antigas artes marciais koreanas. Hoje taekwondo é um esporte de competição, amplamente divulgado e praticado em quase todos os países, por homens e mulheres. Por ser uma modalidade de luta sua prática é mais procurada por crianças e jovens, tanto pelos benefícios físicos como pela disciplina, concentração e respeito à hierarquia.
Porém sua prática também favorece aos jovens adultos que não necessariamente querem competir em campeonatos, mas simplesmente lutar na academia, como prática para manter-se em forma e desestressar-se dos problemas diários.
Mas as pessoas com mais idade, adulto sênior, ou idoso, com físico comprometido por longos anos de sedentarismo, também podem se beneficiar pela prática de taekwondo.

Objetivo
A prática de taekwondo para as pessoas da terceira idade (adulto sênior) e adultos sedentários visa prevenir ou restaurar gradativamente as perdas físicas decorrentes do passar dos anos ou falta de exercícios, tais como a flexibilidade, equilíbrio, reflexos cognitivos, osteoporose, etc.
Os exercícios aeróbicos, juntamente com exercícios posturais, uso intenso de pernas e braços, alongamentos, com práticas lúdicas, retornam a memória corporal, refazendo o bem estar e a alegria de viver. É uma forma de readquirir a qualidade de vida.

Público alvo
Todas as pessoas de terceira idade ou adultos sedentários saudáveis, isto é, que estejam com as doenças crônicas sob controle (artrose, doenças cardiovasculares, pressão alta, colesterol alto, diabetes ou sobrepeso, sob controle medicamentoso ou alimentar), e sendo liberado pelo seu médico para a prática esportiva.

Fonte: Academia Liberdade – SP
* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Oficinas | GeroVida

17/06/2016 - 10:09 Por:

Categoria(s): Cursos, Dicas, Educação, Gerontologia, Homeostase Quântica Informacional, Qualidade de Vida, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

Oficinas

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Prática do judô auxilia idosos

6/06/2016 - 10:53 Por:

Categoria(s): Dicas, Doenças e problemas de saúde, Gerontologia, Qualidade de Vida

Prática do judô auxilia idosos a prevenir fraturas em quedas
Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

judoidosoMuitos idosos sabem dos grandes riscos que sofrer uma queda representa. Poucos, porém, conhecem uma das formas mais eficazes de evitar os problemas que cair provoca entre pessoas com mais de 65 anos. Estudo realizado por pesquisadores da Unicamp constatou que a prática de artes marciais, como judô e aikido, é o melhor remédio para evitar as perigosas quedas, responsáveis pela morte de 3,2 milhões de idosos por ano no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde.
Autor da pesquisa, o professor Eduardo Hebling, da Faculdade de Odontologia de Piracicaba, explica que estes exercícios geram um duplo benefício aos mais velhos. Além de aumentar o tônus muscular, que se perde progressivamente ao longo dos anos, as lutas orientais ensinam técnicas de queda. “Quando aprende a cair, o idoso reduz as consequências do acidente: já não acontecem tantas fraturas na queda”, aponta ele. Não são apenas as artes marciais que trazem ganhos à luta da terceira idade contra as quedas. Qualquer atividade física realizada diariamente produz melhora substancial de saúde e evita os acidentes, que alcançam uma em três pessoas acima dos 65 anos, de acordo com o Into. “Trinta minutos de exercícios por dia melhoram a força muscular, o equilíbrio e previnem a osteoporose. Tudo relacionado às quedas”, afirma o professor.
Fazer atividades físicas também é importante para o estado psicológico. Grupos de prática de exercícios promovem melhora na autoestima e auxiliam na socialização do idoso. Porém, as artes marciais têm sua vantagem sobre os demais esportes. “A tradição oriental, a origem das lutas, valoriza os mais velhos, sua sabedoria. Isso garante ainda mais bem-estar ao idoso”, diz.

Sedentarismo é arriscado
Se realizar exercícios físicos com frequência evita as temidas quedas entre os idosos, o sedentarismo, por outro lado, está associado a uma série de doenças graves. Segundo o professor Eduardo Hebling, não praticar atividades aeróbicas é fator de risco para hipertensão, infarto e diabetes, entre outros males. “O sedentarismo está relacionado em 12% das mortes nos Estados Unidos e esse índice pode ser projetado para o Brasil também”, diz o especialista da Unicamp. O pesquisador também lembra que a obesidade, muitas vezes decorrência da falta de exercícios, agrava efeitos adversos das quedas. “Uma fratura mais severa, por exemplo, pode conduzir a um quadro de incapacidade do idoso”, afirma.

Fonte: Site O Dia (16/10/2014)
* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.
Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Vídeos | Como Perder Peso com HQI

30/05/2016 - 10:55 Por:

Categoria(s): Arte, Curiosidades, Cursos, Dicas, Doenças e problemas de saúde, Educação, Qualidade de Vida, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

Olá pessoa!

Convidamos para assistir ao depoimento de Márcia Cristina Oliveira que conseguiu perder peso com a prática da Homeostase Quântica Informacional:

https://www.youtube.com/watch?v=517hp5eUzks

Para mais informações, assista também o vídeo que explica e lhe convida para praticar essa metodologia:

https://www.youtube.com/watch?v=5V0U56fgwww

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Curso em Campinas: Como perder peso com HQI

23/05/2016 - 9:43 Por:

Categoria(s): Cursos, Dicas, Doenças e problemas de saúde, Educação, Qualidade de Vida, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

cursoperderpesoHQI_GeroVida

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Curso: Homeostase Quântica Informacional para Jovens

18/05/2016 - 9:58 Por:

Categoria(s): Cursos, Doenças e problemas de saúde, Educação, Qualidade de Vida, Reflexão, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

Curso: Homeostase Quântica Informacional para Jovens

fisica-quantica-e-lei-de-atracaoEste curso busca a compreensão de como adquirir saúde emocional, mental e física com a prática da HQI e promover a possibilidade de maior equilíbrio na vida. O conteúdo é abordado de forma científica, simples e acessível.

Participe!
Dias 23/06 e 02/07, das 14:30 às 18:30h.
Local: Colégio PEQ II, Biritiba Mirim, SP.
Informações e inscrições: (11) 4692.2248

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Palestras | GeroVida

13/05/2016 - 10:46 Por:

Categoria(s): Dicas, Gerontologia, Palestras, Qualidade de Vida, Reflexão, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

palestras

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Os pés do idoso

11/05/2016 - 11:00 Por:

Categoria(s): Gerontologia

 pésidosoConsiderando os pés estruturas fundamentais para a deambulação e, consequente, independência no deslocamento e preservação da qualidade de vida, faz-se então necessário entendimento sobre as transformações que podem ocorrer nesta região.
Com o processo do envelhecimento, alterações nas estruturas anatômicas e fisiológicas podem afetar os pés. Os pés alargam-se e perdem o coxim plantar. O arco longitudinal modifica-se gradativamente a partir do progressivo enfraquecimento das estruturas ligamentares. Ressalta-se que o arco longitudinal é importante e possibilita uma adequada distribuição do peso corporal sobre os pés durante a marcha.
Determinadas condições podológicas podem comprometer a integridade das unhas, da pelo, dos nervos, dos vasos e das estruturas ósseas dos pés. Esses fatores podem gerar dor. A dor no pé é comum nos idosos e tem uma repercussão desfavorável sobre a mobilidade, com andar dificultado e desequilibrado, afetando o desempenho ao realizar as atividades de vida diária e a preservação da capacidade funcional.
Para identificar patologias é necessário avaliação de um profissional especializado que fará anamnese sobre presença de dor, frequência e duração, associação com temperatura e atividade realizada, etc.. O contexto clínico e a radiografia resultarão em um diagnóstico preciso. Lembre-se de que muitos problemas podem ser evitados, com prevenção associada ao diagnóstico e tratamento precoces.

“Algumas das mais frequentes alterações nos pés que ocorrem com o envelhecimento decorrem de patologias sistêmicas. Comprometimentos dermatológicos e musculoesqueléticos no pé, associados ao envelhecimento ou a fatores físicos (caminhar inadequado, obesidade) podem comprometer a qualidade de vida, e modificações na sensibilidade e na cor ou temperatura do pé podem indicar a presença de doença crônica, como o diabetes melito. Portanto, a avaliação atenta dos pés deve fazer parte de cada exame inicial do paciente. Dor, prurido, rubor e palidez são indícios que justificam maiores investigações. Já que certas patologias micóticas podem conduzir à perda da perna, infecção tais como onicomicoses devem ser tratadas adequadamente e em locais apropriados.” (Pinto, 2011, p.1177-1178)

Referência:
Maurílio José Pinto. Os Pés do Idoso e suas Repercussões na Qualidade de Vida. In: FREITAS, E. V. Tratado de Geriatria e Gerontologia, 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, cap.103, pp.1169-1178, 2011.

Por: Roberta dos Santos Tarallo.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Agenda Atualizada | Eventos Maio a Junhoo

9/05/2016 - 11:56 Por:

Categoria(s): Cursos, Dicas, Doenças e problemas de saúde, Educação, Gerontologia, Jogos, Palestras, Qualidade de Vida, Reflexão, Sem categoria, Terapias Complementares, Tratamento de Doenças

agenda-gerovida-maio2016

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo

Artes marciais para idosos

6/05/2016 - 11:34 Por:

Categoria(s): Gerontologia, Qualidade de Vida, Sem categoria

artesmarciaisidosoVeja indicações, benefícios e cuidados
Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

Com a idade, costumam chegar também dores e problemas de saúde. Muitas pessoas podem achar que esse é um aviso para se movimentar o mínimo possível, para evitar o desconforto e as lesões, mas o recomendado é justamente o contrário: evitar o sedentarismo. As artes marciais para idosos são excelentes atividades para combater esse mal. Elas trazem uma série de benefícios às pessoas da terceira idade, desde físicos a mentais.

Cuidados e recomendações
Estima-se que cerca de 10 milhões de pessoas em todo o Brasil sofram de osteoporose, uma condição que enfraquece os ossos da pessoa, tornando-os finos e frágeis. A ocorrência da osteoporose é muito maior em idosos. Somando isso ao fato de que, em idade avançada, o equilíbrio e a força muscular da pessoa diminuem, a queda passa a ser um grande risco para quem chegou à terceira idade. Uma pisada em falso em um degrau pode fazer o idoso cair e se machucar feio – um acidente que, em um jovem, não causa grandes consequências. Por isso são indicadas artes marciais para idosos, pois trabalham tanto conceitos de equilíbrio quanto de condicionamento físico, essenciais para reduzir o risco de quedas. Mas seja qual for o exercício, deve-se sempre tomar muito cuidado. Os idosos precisam ser orientados por profissionais que compreendam a sua condição, portanto o recomendado é que as aulas sejam específicas para pessoas da terceira idade, pois o ritmo é completamente diferente. A prioridade deve ser por modalidades de baixo impacto, diminuindo assim a chance de acontecer alguma lesão.

Pesquisa
Esses argumentos têm embasamento científico. De acordo com uma pesquisa publicada no periódico BMC Research Notes, realizada por especialistas do hospital Sint Maartenskliniek, na Holanda, as artes marciais para idosos são indicadas para prevenir, de fato, os riscos da osteoporose. De acordo com os estudiosos, esse tipo de exercício ajuda a reduzir a força do impacto do quadril em caso de quedas. Isso porque, em muitas das modalidades de artes marciais, o praticante aprende a cair corretamente. Ou seja, na iminência de uma queda, a pessoa está preparada para rolar e proteger a cabeça e outras partes do corpo, reduzindo o impacto e a chance de possíveis lesões.

Modalidades 
A principal arte marcial que trabalha essa ideia da queda “correta” é o judô. Ele busca o desenvolvimento da inteligência corporal, sendo útil para o idoso também por proporcionar a ele mais independência na realização de tarefas que antes eram muito custosas. Ainda são fortalecidos os músculos e ossos do praticante. Além do judô, a principal das artes marciais para idosos é o tai chi chuan. Essa modalidade foi eleita pela Harvard Medical School como a melhor para a terceira idade. Isso porque é uma mistura de arte marcial com movimentos de meditação. Dessa maneira, o tai chi chuan é um exercício de baixo impacto, no qual a pessoa trabalha o conhecimento corporal, flexibilidade e ainda o relaxamento. Os seus movimentos lentos trazem uma série de benefícios também para a mente, além de reduzir dores da artrite, promover a saúde do coração e reduzir a hipertensão.

Fonte: Site Vivo Mais Saudável (28/07/2014)
* Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Indique esse artigo Indique esse artigo