Suor nas mãos e nos pés

5/05/2014 - 21:04 Por:

Categoria(s): Terapias Complementares

pesemaosO excesso de suor nas m√£os revela m√° drenagem dos rins e suprarrenais, mau funcionamento deles, por isso a √°gua acha um outro caminho para sair do organismo.

O suor dos p√©s tamb√©m pode estar relacionado com o mesmo problema, mas √© sobretudo uma defesa do f√≠gado inflamado, o qual libera sujeira e mau cheiro pelos p√©s. Enquanto saem estas impurezas √© bom para o corpo, √© uma defesa org√Ęnica.

Se ficarem dentro do corpo causam alergias e intoxicação.

 Tratamento:

Рpara mãos suadas demais, tratar os rins, além de derreter uma pedra ume na água e lavar as mãos diversas vezes ao dia com essa água para tentar fechar os poros;

Рpara eliminar o suor excessivo nos pés, tratar do fígado;

Рlocalmente aplicar argila com o chá de cipó-mil-homens por 3 horas ou mais diariamente;

Рusar bastante o limão para tomar e para dar banho nos pés;

Рlavar os pés com as ervas: bardana, calêndula, caroba, cavalinha, cipó-são-joão, entre outras.

Do livro ‚ÄúExistem doen√ßas incur√°veis?‚ÄĚ, de Jaime Br√ľning, 2003, p. 267.

Caro leitor, nosso blog se preocupa com a sa√ļde e o bem estar de todas as pessoas. Desenvolvemos um trabalho na √°rea de terapias complementares, por√©m gostar√≠amos de salientar que qualquer tratamento aqui sugerido n√£o dispensa uma orienta√ß√£o m√©dica ou qualquer orienta√ß√£o na √°rea que voc√™ esteja precisando. Isto significa que os tratamentos com argila terap√™utica e outros devem complementar o tratamento j√° realizado, mantendo sempre o acompanhamento m√©dico. Al√©m disto, sugerimos que aquelas pessoas que j√° est√£o em tratamento e que resolvam usar algum tratamento complementar, que comuniquem o profissional que acompanha seu caso.

Atenciosamente,
Equipe GeroVida

OBS. 1: N√£o realizamos orienta√ß√Ķes de tratamentos √† dist√Ęncia. O ideal √© procurar um terapeuta pessoalmente para receber as informa√ß√Ķes para o seu caso e depois ser√° poss√≠vel dar seguimento ao tratamento em sua resid√™ncia.

OBS. 2: Damos cursos √† dist√Ęncia sobre terapias complementares e gerontologia. Os interessados dever√£o acessar o link:

http://www.gerovida.com.br/gerontologia/produto/cursos/curso-argila-terapeutica.htm

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Atendimento em domicílio

1/05/2014 - 11:12 Por:

Categoria(s): Cursos, Gerontologia

jogoletrasesaberes

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , , , , , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Memória, Aprendizagem e Esquecimento

30/04/2014 - 9:24 Por:

Categoria(s): Sugest√£o de leituras

Sugest√£o de Leitura 195

livromemoriaaprendizagemesquecimento

Autor: Antonio Carlos de Oliveira Correa
Editora: Atheneu
Ano: 2010

“Mem√≥ria, aprendizagem e esquecimento – a mem√≥ria atrav√©s das neuroci√™ncias cognitivas √© livro que transmite a experi√™ncia did√°tica de mais de 20 anos de autor na √°rea do envelhecimento cerebral, da psicopatologia do envelhecimento, da psiquiatria geri√°trica e das dem√™ncias, para as quais o estudo da mem√≥ria se torna essencial”.

Sum√°rio
Introdução
Histórico
O achado que mudou o curso da história dos estudos da memória
A neuropsicologia da memória
A neurobiologia da memória
A neuroquímica da memória
Neuroimagens e memória
O trabalho integrado da memória
O esquecimento normal
Transtornos da memória
Transtornos de memória associados à idade
A avaliação da memória
Anexo A РSinopse clínica dos transtornos da memória
Anexo B РManual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais
Anexo C РDiagnóstico diferencial de um déficit mnêmico
Referências bibliográficas
Agradecimentos e créditos
√ćndice remissivo

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Jogo Cognitivo Letras e Saberes

28/04/2014 - 11:24 Por:

Categoria(s): Gerontologia, Jogos

jogoletrasesaberes

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

 

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Atividade física: A reciclagem do corpo humano

24/04/2014 - 9:09 Por:

Categoria(s): Qualidade de Vida

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

 Parte 2

renovadoUm remédio que imita a atividade física

Gra√ßas ao trabalho americano, no futuro talvez a gente encontre p√≠lulas que incitem a autofagia como uma corrida, o que ajudaria no combate a v√°rias doen√ßas. Por√©m, isso demorar√° para acontecer ‚ÄĒ se acontecer. Por isso, o esporte ainda √© o melhor medicamento.

A inanição serve como um exercício?

J√° existem evid√™ncias cient√≠ficas s√≥lidas de que ficar um bom tempo sem comer tamb√©m ativa a autofagia. “S√≥ que, nesse contexto, o processo √© deflagrado com o intuito de consumir o interior das c√©lulas para garantir um pouco mais de energia”, relata o educador f√≠sico Rafael Lambertucci. Ou seja, um est√īmago vazio por um per√≠odo prolongado n√£o preserva cada uma das partes que nos comp√Ķem, mas, sim, as queima aos poucos s√≥ para garantir a sobreviv√™ncia do indiv√≠duo.

O reaproveitamento do lixo

 Veja como a autofagia atua dentro da célula:

Ac√ļmulo de dejetos: Com o passar do tempo, certas mol√©culas de prote√≠na que participam de in√ļmeras tarefas das c√©lulas ou que formam sua maquinaria e seu DNA come√ßam a apresentar defeitos. √Č um enorme amontoado de res√≠duos t√≥xicos que, sem tratamento, gera um caos nada saud√°vel, capaz de repercutir na integridade celular e no tecido da qual ela faz parte.

Ameaças ensacadas: Ainda não se sabe exatamente como, mas o exercício auxilia o organismo a criar em maior quantidade autofagossomos mais eficientes e rápidos. Trata-se de membranas que englobam as sobras maléficas, impedindo que elas continuem a causar estragos.

Centro de compostagem: Os sacos de lixo ‚ÄĒ ou melhor, os autofagossomos ‚ÄĒ desembocam em lisossomos, que aproveitam o material antes perigoso para construir prote√≠nas novas. As principais fun√ß√Ķes delas voc√™ conhece abaixo:

¬†1. Mitoc√īndrias: Juntas, as mol√©culas recicladas podem formar a organela com o nome acima. E √© ela que, ao se valer de glicose e oxig√™nio, fabrica energia para as atividades do organismo, de uma contra√ß√£o muscular at√© o armazenamento de mem√≥rias.

 2. Energia extra: Se a célula necessitar de um gás a mais urgentemente, aquelas proteínas são quebradas em componentes menores, parecidos com carboidratos e gorduras. Ou seja, com potencial para se tornarem substratos energéticos.

 3. DNA: Nosso código genético é formado por uma grande sequência de aminoácidos. Quando um deles falha, outro pode ser obtido por meio daquelas partículas reaproveitadas, deixando nossos genes intactos.

Corpo renovado

A conversão do lixo celular em material aproveitável traz ganhos dos pés à cabeça:

Cora√ß√£o: Al√©m de oferecer g√°s extra para aqueles momentos mais desgastantes, a autofagia mant√©m as c√©lulas do peito com sa√ļde para dar e vender, o que aplaca o risco de complica√ß√Ķes.

P√Ęncreas: As c√©lulas beta desse √≥rg√£o produzem insulina, horm√īnio que controla a glicemia. Elas desempenham melhor seu papel quando n√£o h√° res√≠duos t√≥xicos por ali e toda a maquinaria est√° em ordem.

C√Ęncer: Os substratos reciclados substituem peda√ßos falhos do DNA que poderiam transformar uma c√©lula sadia em uma potencialmente cancerosa.

M√ļsculos: Suas fibras conquistam resist√™ncia por conseguirem aproveitar com efic√°cia a glicose. Assim, as caminhadas ficam mais longas – ou at√© viram corridas com o passar do tempo.

Metabolismo: Em tese, ele se tornaria acelerado quando somos ativos porque, entre outras coisas, células imaculadas simplesmente trabalham em dobro e, dessa forma, gastam mais calorias.

Fonte: Revista Sa√ļde

 * Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

 

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Atividade física: A reciclagem do corpo humano

22/04/2014 - 19:34 Por:

Categoria(s): Qualidade de Vida

Parte 1

Contribuição enviada por Daliane Batista Cardoso*

atividadefisicarenova
As f√°bricas, ao produzirem suas mercadorias, inevitavelmente geram lixo. S√£o restos de materiais, gases t√≥xicos, m√°quinas quebradas e por a√≠ vai. Sem uma limpeza adequada, os dejetos se acumulam at√© o ponto em que atrapalham o dia a dia da ind√ļstria. Com o corpo acontece algo semelhante. As tarefas realizadas pelas c√©lulas culminam em res√≠duos nocivos que, se n√£o colocados na lixeira, comprometem seu trabalho e o de suas companheiras. Ainda bem que h√° um mecanismo respons√°vel por nos livrar dessa sujeira e, assim, manter cada uma das pequenas unidades do organismo saud√°veis. Mas, em vez de jogar fora as porcarias, essa estrat√©gia natural, chamada de autofagia, reutiliza o entulho em prol do bom funcionamento celular. A grande surpresa, revelada em uma pesquisa com camundongos da Universidade do Sudoeste do Texas, nos Estados Unidos, √© que os exerc√≠cios promovem essa esp√©cie de reciclagem. Mais do que isso, o estudo comprova que o fen√īmeno estimulado pela pr√°tica esportiva realmente faz um bem danado para, entre outras coisas, varrer para longe um dos males que mais crescem em incid√™ncia atualmente: o diabetes.

“No tecido muscular, a autofagia facilita o aproveitamento de glicose nas c√©lulas e, com isso, evita picos de a√ß√ļcar no sangue que culminam no transtorno”, relata Congcong He, autora do estudo. Esse processo tamb√©m deixa as c√©lulas do p√Ęncreas livres de part√≠culas prejudiciais e, logo, funcionando a pleno vapor para fornecer insulina, o horm√īnio que bota a glicose dentro da c√©lula. Por mais que Congcong He tenha concentrado seus esfor√ßos recentes no diabetes, ela v√™ a autofagia como uma explica√ß√£o plaus√≠vel para o fato de a atividade f√≠sica barrar o surgimento de outros problemas s√©rios, como um c√Ęncer. “Ela diminui o risco de muta√ß√Ķes que desencadeiam tumores”, resume a cientista.

Uma das raz√Ķes para isso ‚ÄĒ e que, ali√°s, esclarece o porqu√™ de sess√Ķes na academia ‚ÄĒ √© que um sistema eficiente de reciclagem no organismo baixa a concentra√ß√£o de radicais livres, mol√©culas capazes de lesar toda a c√©lula, inclusive seu DNA e ele transforma mitoc√īndrias defeituosas em outras novinhas em folha. “Quando essas estruturas possuem falhas, produzem uma quantidade grande de radicais livres ao fornecerem energia”, ensina Rafael Herling Lambertucci, educador f√≠sico da Universidade Cruzeiro do Sul, na capital paulista. Em algumas situa√ß√Ķes, no entanto, nem mesmo uma equipe de limpeza altamente preparada consegue livrar certas c√©lulas de toda a sucata acumulada. Quando o caso √© cr√≠tico assim, elas mesmas costumam se desligar em um complexo processo denominado apoptose. “√Č uma autofagia da c√©lula inteira. E os exerc√≠cios aprimoram essa a√ß√£o de defesa”, esclarece Marcelo Aisen, oncologista do Centro Paulista de Oncologia, em S√£o Paulo. Resultado: menor probabilidade de um pedacinho problem√°tico da gente escapar da coleta seletiva e, ent√£o, come√ßar a causar estragos nas imedia√ß√Ķes que √†s vezes levam ao c√Ęncer.

Agora, se por um lado o elo estabelecido entre a malha√ß√£o e a autofagia seja animador, alguns especialistas pedem um pouco de cautela. “Trata-se de uma descoberta nov√≠ssima e, por isso, h√° muito para estudar antes de compreendermos suas implica√ß√Ķes √† sa√ļde de cada um”, pondera Jomar Souza, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exerc√≠cio e do Esporte. “Mais do que isso, essa suposta consequ√™ncia da pr√°tica esportiva n√£o explica todas as vantagens proporcionadas por ela”, completa. Por exemplo: assim como abandonar o sedentarismo faz uma esp√©cie de higieniza√ß√£o das c√©lulas card√≠acas, deixando-as mais fortes e menos propensas a panes, essa atitude aumenta a fabrica√ß√£o de √≥xido n√≠trico, uma subst√Ęncia que dilata os vasos sangu√≠neos. Em outras palavras, levantar-se da cadeira e ir para a gin√°stica debela doen√ßas cardiovasculares em no m√≠nimo duas frentes. E quanto seria necess√°rio ralar para incrementar a nossa reciclagem interna? “Ainda n√£o h√° uma defini√ß√£o de dose ideal, at√© porque isso deve variar de pessoa para pessoa. Mas o estudo sugere que a regularidade √© pe√ßa-chave para que a autofagia seja realmente positiva”, avalia o fisiologista Orlando Laitano, da Universidade Federal do Vale do S√£o Francisco, em Petrolina, Pernambuco. Suar com frequ√™ncia pode at√© sujar a camiseta, mas limpa seu corpo de v√°rios vil√Ķes do bem-estar.

¬†Fonte: Revista Sa√ļde

 * Educadora física, parceira da GeroVida no envio de artigos para o blog.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

 

Tags: , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Capacitação para Estímulos à Memória de Idosos

17/04/2014 - 9:02 Por:

Categoria(s): Cursos, Gerontologia

capacitacao-estimulos-memoria-idosos

Tags: , , , , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Osteoporose

15/04/2014 - 11:45 Por:

Categoria(s): Doen√ßas e problemas de sa√ļde, Gerontologia

osteoporoseA osteoporose é uma doença caracterizada pela alteração da qualidade do osso e por sua baixa massa, podendo levar ao desenvolvimento de dor, de fraturas, de deformidades e de incapacidade física devido à resistência óssea.

Por ser uma doença assintomática, as pessoas tomam o conhecimento da doença quando ocorre uma fratura. Os locais de maior ocorrência são vértebras (tórax e lombar), punhos e região proximal do fêmur.

De origem multifatorial, a osteoporose √© uma altera√ß√£o cr√īnica e progressiva que afeta o esqueleto. Geralmente, a nutri√ß√£o inadequada, com defici√™ncia em c√°lcio e vitamina D, pode ocasionar a osteoporose.

A prevenção da osteoporose e a prevenção das fraturas quando a doença já está instalada são preditas por três fatores que devem ser realizados em conjunto: adequação nutricional; hábito de vida saudável, com exercício físico e evitar o álcool e o tabaco; e adequação do ambiente para evitar quedas.

Para realizar o diagnóstico utiliza-se a densitometria óssea que é um método não invasivo e de rápida execução, trata-se de um exame de grande exatidão e precisão. Mas não há diagnóstico clínico significativo para a osteoporose em fase inicial, porém exame físico e anamnese completos deverão ser realizados. Além disso, podem ser realizados exames laboratoriais, biomarcadores ósseos e radiografias convencionais para diagnosticar a osteoporose.

O tratamento da osteoporose é feito tanto com medidas preventivas para diminuir o risco de fraturas, como aumentar a massa óssea e controlar a doença. Para isso, há medicamentos específicos e recomenda-se a execução de atividades físicas de modo regular, podem ser realizados outras terapias e tratamentos que complementem e atuem no alívio das dores.

 Referência:

Silvia Regina Mendes Pereira e Laura Maria Carvalho de Mendon√ßa. Osteoporose e Osteomalacia. In: FREITAS, E. V. Tratado de Geriatria e Gerontologia, 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, cap.73, pp.839 ‚Äď 856, 2011.

 Por: Roberta dos Santos Tarallo.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida

Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , , , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Letras e Saberes

11/04/2014 - 9:52 Por:

Categoria(s): Gerontologia, Jogos

jogoletrasesaberes

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo

Artemísia

9/04/2014 - 9:14 Por:

Categoria(s): Dicas, Ervas Medicinais

Artemísia

artemisiaNome científico: Artemisia vulgaris
Indica√ß√Ķes: combate vermes, gases, anemia, fraqueza geral, doen√ßas do f√≠gado, afec√ß√Ķes uterinas e acalma os nervos.
Cuidados: deve ser evitada por quem tem c√°lculos e areia nos rins.
Sua toxidez é mínima.
Seu poder curativo é de 22%.
Fonte: Livro ‚ÄúExistem doen√ßas incur√°veis?‚ÄĚ, de Jaime Br√ľning, 2003, p. 99.

Conheça o Facebook da GeroVida em https://www.facebook.com/GeroVida
Curta, compartilhe, comente!

Tags: , , , ,


Veja Também:

Coment√°rios     Indique esse artigo Indique esse artigo